Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

PIS/Pasep: Cerca de 700 mil trabalhadores ainda não sacaram

Mais de 700 mil trabalhadores, incluindo os da iniciativa privada e do setor público, têm quantias disponíveis do PIS/Pasep para receber. O cálculo total a ser concedido atinge aproximadamente R$ 440 milhões. Os saldos estarão disponíveis até o dia 30 de junho.

A Caixa Econômica Federal, responsável pelos repasses do PIS, informou que mais de 550 mil trabalhadores de empresas privadas ainda não sacaram seu abono. Já o Banco do Brasil, gerenciador do Pasep, informou que 200 mil servidores públicos ainda não sacaram seu benefício.

Neste sentido, conforme o número de trabalhadores que ainda não resgataram seu saldo, cerca de R$ 328 milhões ainda estão disponíveis para o PIS e, R$ 120 milhões ainda estão disponíveis para o Pasep. O cronograma de pagamento para o PIS/Pasep teve início em 2020 e segue a regra do mês de nascimento e o número final da inscrição.

Como ressaltado, os trabalhadores deverão sacar o abono até o dia 30 de junho, caso isso não ocorra, o valor voltará aos cofres públicos, além de ter que aguardar até 2022 para ter acesse ao benefício novamente. A quantia fica guardada até 5 anos, conforme medidas legislativas.

Qual o valor e quem tem direito?

O valor do abono pode variar entre R$ 92 a R$ 1.100, de acordo com o tempo trabalhado vinculado ao ano-base, em questão, 2019. Desta forma, quem trabalhou ao menos 30 dias em 2019 terá direito ao benefício.

Para ter direito de receber o PIS/Pasep, o trabalhador precisa:

  • Ter cadastro no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos;
  • Ter recebido até dois salários mínimos em média com carteira assinada em 2019;
  • Ter exercido atividade remunerada por pelo menos 30 dias consecutivos no ano-base;
  • Ter seus dados informados pelo empregador corretamente na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS)/eSocial.

Como consultar e como sacar?

O trabalhador pode consultar o valor do PIS/Pasep utilizando o Cartão Cidadão, na casa lotérica ou em terminais de autoatendimento da Caixa Econômica Federal. Caso não tenha a ferramenta, basta ir até uma agência da instituição e apresentar um documento oficial com foto e CPF.

Os beneficiários do PIS que não possuem conta de qualquer espécie na Caixa, receberão o abono pela conta poupança social digital, aberta automaticamente para o trabalhador no Caixa Tem. Já os beneficiários do Pasep, que não são correntistas do BB, podem receber o benefício por transferência TED sem custos.

Para mais informações sobre o PIS, os trabalhadores podem ligar para o número 0800 726 0207 da Caixa. Outro meio de atendimento é o site oficial das instituições, neste caso, o beneficiário deve informar o número do PIS/Pasep.

Próximo pagamento

O próximo cronograma de pagamento do abono PIS/Pasep só estará disponível em 2022. A decisão foi tomada no Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao trabalhador (Codefat), que têm como representantes trabalhadores do comércio, patrões e representantes do governo.

Desta forma, os valores do abono só estarão disponíveis a partir do mês de janeiro de 2022.

Veja também: Auxílio Emergencial: Mais de 1600 pessoas tem benefício suspenso desde 2020

3 Comentários
  1. Estael Vaz de menezes Diz

    eu já sou inscrito no PIS. e trabalhei em 2019 por 10 meses…e fac o aniversário em junho..e não consegui receber o benefício.. já fui na caixa. mas lotéricas simples dizem que não tem nada.. gostar ia de saber porque.

  2. Cristiane Diz

    Existe calendário para o recebimento do PIS PASEP? 2021

  3. leonardo Diz

    Como que eu faço para saber se eu recebo PIS PASEP

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.