PIS/Pasep: 500 mil pessoas ainda não sacaram o abono salarial

De acordo com o governo federal, quase 500 mil cidadãos ainda não sacaram o abono salarial do PIS/Pasep. Segundo informações disponibilizadas pelo Ministério do Trabalho e Previdência, 125.624 trabalhadores não sacaram o PIS e 353.100 não sacaram o Pasep.

O prazo final para o saque do benefício é 29 de dezembro de 2022. Os trabalhadores podem verificar a situação do abono salarial no aplicativo “Carteira de Trabalho Digital” ou na plataforma de serviços no portal Gov.br. Além disso, os beneficiários do PIS podem tirar dúvidas nos canais de atendimento da Caixa, enquanto os servidores públicos vinculados ao Pasep podem ter informações pelos canais de atendimento do Banco do Brasil.

98% do total de abonos salariais já foi emitido 

Apesar de mais de 500 mil trabalhadores ainda não terem reivindicado o abono salarial do PIS/Pasep, o governo federal informou que mais de 98% do total do benefício já foi emitido. Até o dia 18 de abril de 2022 foram pagos R$ 19.463.260.651,00 referentes ao PIS, pago pela Caixa Econômica Federal e R$ 2.637.280.972,00 do Pasep, vinculado ao Banco do Brasil. 

Veja como consultar o PIS/Pasep

Para receber o abono salarial é preciso estar cadastrado nos PIS/Pasep ou no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) há, no mínimo, 5 anos. Além disso, só possuem direito ao benefício os trabalhadores que recebem, em média, até dois salários mínimos. 

Os trabalhadores do setor privado, vinculados ao PIS, podem acessar informações referentes ao benefício nos canais de atendimento da Caixa Econômica Federal, como os aplicativos Caixa Trabalhador e Caixa Tem

Já os servidores públicos que possuem direito ao Pasep e recebem pelo Banco do Brasil podem esclarecer dúvidas referentes ao benefício também pelo aplicativo da instituição ou pelos números de telefone 4004-0001 (para capitais e regiões metropolitanas) e 0800 729 0001. 

Entenda o valor do abono salarial 

Apesar do ano-base do abono salarial do PIS/Pasep pago neste ano ser 2020, o salário mínimo utilizado para o pagamento dos trabalhadores é o valor nacional vigente em 2022. Sendo assim, neste ano o pagamento deve ser de até R$ 1.212 por beneficiário. 

“O trabalhador deverá ter trabalhado no mínimo 30 dias com carteira assinada por empresa no ano-base, requisito para ter o direito ao Abono Salarial, e cada mês trabalhado equivale a 1/12 de salário mínimo no valor do benefício, sendo que o período igual ou superior a 15 dias contará como mês integral”, explica a Caixa Econômica Federal.

Sendo assim, o abono salarial é proporcional ao tempo em que o cidadão trabalhou durante o ano-base. Desta forma, se o período trabalhado foi de 12 meses, o trabalhador receberá o salário mínimo completo. Contudo, aqueles que trabalharam menos de 12 meses recebem o PIS/Pasep de acordo com os meses trabalhados, ou seja, se o cidadão trabalhou apenas um mês durante o ano-base, possui o direito de receber R$ 101, o equivalente de 1/12 do salário mínimo nacional.

4.7/5 - (3 votes)
1 comentário
  1. Tiago Souza Diz

    Excelente Matéria! Parabéns! Poderia publicar sobre os beneficiários que possuem direito ao benefício mas não conseguiram sacar por erros do MTE como é o meu caso e de doversas outras pessoas que conheço que já buscaram por ajuda e auxilio mas não sabem como resolver este problema.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.