Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Petrobras diminui o preço da gasolina em R$ 0,20 por litro

Hoje (19), a Petrobras anunciou um novo preço médio para as distribuidoras. Com as alterações o preço médio de vendas da gasolina passará de R$ 4,06 para R$ 3,86, resultando e uma redução de R$ 0,20 por litro. O novo valor passará a valer a partir de amanha (20), e este resulta em uma queda é de 4,93%. Este é o primeiro anúncio de Caio Paes de Andrade, atual presidente da estatal, que assumiu o cargo no final do mês passado.

A Petrobras informa que, “essa redução acompanha a evolução dos preços internacionais de referência, que se estabilizaram em patamar inferior para a gasolina, e é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado global, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações internacionais e da taxa de câmbio”.

Assembleia do conselho no mês de agosto

O atual anúncio de redução ocorre entre discussões de nomes para compor o Conselho de Administração da Petrobras. Deste modo, uma assembleia-geral para avaliar os candidatos foi convocada e deve ser realizada no dia 19 de agosto.

Na última reunião realizada na segunda-feira (18), os conselheiros da Petrobras decidiram manter o veto aos dois nomes que tiveram conflitos de interesses apontados pelo Comitê de Elegibilidade na última semana.

Os candidatos vetados são: Jonathas Assunção de Castro, o número 2 do Ministério da Casa Civil, e Ricardo Soriano de Alencar, procurador-geral da Fazenda. Ambos foram declarados inelegíveis pelo conselho da estatal. As informações foram apuradas com parte dos 11 membros do Conselho que participaram da reunião.

Ações da Petrobras

Além disso, também na data de hoje, a estatal encerrou as suas ações em alta, após alterar o preço da gasolina. A ação ordinária (PETR3) subiu 1,12%, a R$ 31,67. Já o papel preferencial (PETR4) avançou 2,03%, a R$ 29,18.

A empresa já mostrava um desempenho positivo antes do anúncio de ajuste realizado hoje. Além disso, a boa performance foi característica por uma redução na aversão a riscos por parte dos investidores, pela alta nas bolsas dos Estados Unidos e pela continuidade de aumento dos preços do petróleo. O preço do petróleo atualmente está em torno dos US$ 107.

Para Flavio Conde, analista da Levante Investimentos, a redução no preço da gasolina é positiva para a estatal. Ele lembra que a queda anunciada é praticamente equivalente à alta realizada em 17 de junho.

Detalhes do preço da gasolina

A Petrobras informa que, a parcela da empresa no preço ao consumidor passará de R$ 2,96, em média, para R$ 2,81 a cada litro vendido na bomba, levando em consideração a mistura obrigatória comercializada nos postos de combustível. A mistura obrigatória é de 73% de gasolina A e 27% de etanol anidro para a composição da gasolina.

O último reajuste realizado no preço dos combustíveis ocorreu no dia 18 de julho, isso foi quando a estatal anunciou um aumento de 5,18% implicado no preço da gasolina. No mesmo período, o preço do combustível subiu cerca de 15%. Logo após o anúncio da redução, o presidente Jair Bolsonaro (PL) disse, em uma rede social, que “brevemente o Brasil terá uma das ‘gasolinas’ mais baratas do mundo”.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.