Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Por que o perfeccionismo é um problema?

Praticamente, o perfeccionismo é um problema em todas as circunstâncias. Isso porque a busca pela perfeição pode colocar a nossa saúde mental em risco, além de provocar atitudes de procrastinação, por exemplo.

Pensando nesse cenário, desenvolvemos este conteúdo para que você possa refletir conosco sobre o assunto. Acompanhe e saiba mais!

Por que o perfeccionismo é um problema? Entenda as consequências

O perfeccionismo é um problema a partir do momento em que impacta não só a nossa produtividade, como a nossa saúde. Quem é perfeccionista sabe o quanto é capaz de cobrar a si mesmo, desejando atingir níveis acima da média.

Embora a perfeição seja inatingível, o perfeccionista insiste em fazer tudo de uma forma obsessiva e desgastante. Vale ressaltar que essa “insistência” não necessariamente é consciente, isto é, o perfeccionista, muitas vezes, pode sequer perceber as ações que está tomando em prol da perfeição.

Por isso, ficar atento aos sinais e consequências desse tipo de problema é o primeiro passo para lidar com ele e viabilizar mudanças.

Sendo assim, abaixo você poderá entender um pouco mais sobre por que o perfeccionismo é um problema e, quem sabe, detectar pontos de mudança em sua vida. Acompanhe.

1. Dificuldade para delegar tarefas e sobrecarga

O perfeccionismo é um problema a partir do momento em que o indivíduo passa a acreditar que somente ele tem a capacidade de fazer determinadas tarefas.

Por ter essa crença, torna-se inviável delegar algumas atividades. Como consequência, essa dificuldade pode fazer com que o sujeito se veja diante de uma sobrecarga intensa, que desgasta a saúde física e mental.

2. Procrastinação constante

A procrastinação constante também é outro ponto muito importante. Embora o perfeccionista queira entregar tudo perfeito, ele acaba procrastinando por tentar lapidar a tarefa cada vez mais.

Aqui, uma “bola de neve” de frustrações pode nascer: ele percebe que não cumpriu um prazo e sua atividade já não será mais perfeita. Consequentemente ele tenta fazer com que o trabalho fique cada vez mais perfeito, procrastinando ainda mais a entrega.

3. Autocrítica prejudicial

A autocrítica prejudicial é outro grande problema. Quando temos um olhar muito crítico sobre nós mesmos, acabamos colocando o nosso bem-estar em risco. Passamos a enxergar apenas defeitos, e isso pode fazer com que a nossa autoestima fique afetada.

Logo, o nosso bem-estar e a nossa saúde mental começam a sofrer as consequências desse tipo de postura.

4. Problemas de saúde mental podem aparecer

Em paralelo ao que apontamos acima, as questões de saúde mental também podem começar a “dar as caras” quando o perfeccionismo opera com uma grande recorrência.

Pessoas que tentam suprir expectativas irreais podem sentir fortes sintomas de ansiedade, depressão e estresse. À medida que o tempo passa, esses sintomas podem evoluir para algo consolidado, que requer acompanhamento profissional.

Por isso, se você tem percebido uma postura muito perfeccionista, tente rever seus pontos de vista. Inclusive, a psicoterapia pode ser sua aliada nessa árdua trajetória de autoconhecimento e descobertas.

Boa sorte!

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.