Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Open Banking: novas informações podem ser compartilhadas; saiba quais

Você já sabe o que é Open Banking? Se não confira abaixo. Mas a novidade é que desde o início da semana está autorizado o compartilhamento de novas informações de contas, como, por exemplo, movimentação, extratos e limites.

Iniciado na primeira quinzena de agosto, antes desta fase, o Open Banking se limitava apenas a informações de dados mais gerais, como renda, nome, endereço e telefone.

Conforme o sistema vai avançando, a tendência é que cada vez mais dados sejam compartilhados.

A próxima liberação de dados deve acontecer entre 27 de setembro e 10 de outubro, além dos dados já compartilhados, deve-se somar também dados de cartões de crédito e operação de crédito, entre eles pedido de empréstimos e financiamentos, além dos históricos de pagamento.

Entre 11 de outubro e 24 de outubro a perspectiva é que o sistema funcione nos 7 dias da semana, por 24 horas, hoje ele está disponível apenas nos dias úteis das 8h ás 18h.

“Os bancos estão trabalhando consistentemente na consolidação do ambiente e evolução da infraestrutura, em mais um importante passo para trazer a inovação para seus clientes”, disse a Febraban, para o G1.

O que é Open Banking?

O Open Banking, em tradução livre significa dados abertos. O objetivo é o compartilhamento das suas informações financeiras para que serviços personalizados sejam oferecidos.

O economista e ex-bbb Gil do Vigor inclusive já fez uma propaganda da funcionalidade em uma parceria com o Santander.

E o que isso significa na prática? Que em posse dos seus dados as condições de serviços financeiros, como financiamento e empréstimos, sejam mais individualizadas e as condições de juros possam ser melhores.

O compartilhamento de dados não é obrigatório, mas você pode avaliar se isso é vantajoso ou não para você.

No Open Banking você escolhe com quem compartilhar e por qual tempo, sendo o prazo máximo de 12 meses.

As instituições financeiras participantes, como tradicionais bancos, terão que seguir a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e também obedecer as normas do Banco Central.

Sendo assim, o você como cliente deve sempre conceder autorização e ser avisado de quais dados estão sendo compartilhados e para quais instituições.

Para aderir ao Open Banking busque informações com a sua instituição financeira.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.