Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Novo auxílio pode pagar o seu gás de cozinha

Um Projeto de Lei (PL) que visa a criação de um auxílio para custear o gás de cozinha está em trâmite no Senado Federal. O PL, nº 1.507, de 2021, foi apresentado pelo senador Paulo Paim.

O texto da proposta define o pagamento do auxílio gás a cada dois meses, destinado a famílias em situação de pobreza. No entanto, o valor do benefício ainda não foi estabelecido.

Todavia, a medida pretende respeitar a tabela de preços criada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), visto o atual cenário de crise econômica e sanitária. Assim, o valor do auxílio deve equivaler o preço médio de um gás de 13 quilos.

O senador Paim explica que a iniciativa para criar a proposta surgiu decorrente aos impactos econômicos ocasionados pela pandemia da Covid-19. Ele diz que a crise sanitária resultou no desemprego em massa e, consequentemente, na elevação no preço dos produtos.

O que refletiu no preço do gás de cozinha, que pelo acréscimo comprometeu a necessidade básica de muitas famílias, a alimentação. O senador argumenta que o aumento “levou milhões de famílias a ter de usar outras fontes de energia, como a lenha e restos de madeira, que, além de poluentes, degradam ainda mais a natureza”.

O custeio previsto para proposta surgirá de créditos consignados incluídos no Orçamento da União. A ideia é utilizar, principalmente, os recursos pagos pela Petrobras ao Tesouro Nacional, além do recolhimento da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide).

Contudo, mesmo que ainda não haja uma data definida para a votação do PL, o mesmo está sujeito a várias edições. Uma delas se refere aos critérios para a liberação do acesso ao benefício.

As famílias que desejam ser contempladas com o auxílio gás de cozinha, devem se enquadrar nas seguintes condições:

  • Estar inscrita no Cadastro Único (CadÚnico);
  • Ter renda per capita igual ou inferior a meio salário mínimo;
  • Ter como responsável pelo grupo familiar, um segurado facultativo sem renda própria;
  • Ser idoso com 65 anos de idade ou mais;
  • Ser pessoa com deficiência amparada pelo Benefício de Prestação Continuada (BPC).
7 Comentários
  1. SILVERIA APARECIDA DA SILVA Diz

    Queria saber se tenho direito. Sou mãe de família e tenho um filho especial amparado pelo auxílio do governo(BPC)
    O que devo fazer pra ver se tenho esse direito?

  2. Maria Elisabete Diz

    Isso é mais que humilhante, vergonhoso, arrasador não tem que dá bolsa de nada, chega de auxílio disso auxílio daquilo porra!!!, de um valor decente mesmo que seja esses 600 REAIS param de humilhar o povo brasileiro em nome de Jesus parem com esses auxílio à horrorosos!!! Onde só existe robalheira por trás desses auxílios seus vermes.

  3. AntôniaEdna Ramos Silva Diz

    Sou mãe chefe de família, não tenho emprego ,vive do renda do governo

  4. Rosane Diz

    Estou desempregada sou mãe solteira ano passado fui bloqueada do auxilio emergencial, o pai do meu filho faleceu justamente na pandemia, ele não teve direito no INSS porque não pagava.Hoje estou desempregada porque perdi a m8nha faxina .

    1. Elidener da Silva , Fortaleza CE Diz

      Eu sou mãe solteira de 47 anos estou doente tenho um filho de 11 anos estou precisando por extrema nessecidade só tenho a renda do bolsa Família , Tenho 4 Ernia de disco na servical e tratamento piciquiatrico não tenho dinheiro para comprar nem alimento imagine remédio , Estou aponto de cair em desespero, Fui atrás do vale gás ,ver se tinha direto na internet digitei o número do CPF falaram que não tinha direto, Recebo só o bolsa Família,E triste, Elidener soares da Silva Fortaleza CE

  5. Triste Diz

    É bem interessante ,mas só em pensar que tirei o CPF do meu filho menor,pra por no auxílio emergêncial e o governo NÃO APROVOU, pois sou mãe solo e nunca consegui o auxílio foi recusado hj continuo sem emprego,e o governo só da dinheiro pra quem ñ precisa então eu não acredito em nada disso,tanta gente que eu conheço recebeu 1200 sendo que trabalha , sao dão preferência o tal bolsa família,por isso que as meninas ñ querem saber de estudar e trabalhar vive de renda do governo isso é fácil e quem realmente precisa do auxílio n tem direito ,agora vem auxílio gás tá bom vou ficar sentada vendo todo essa palhaça e o povo cozinhando na lenha enquanto quem ñ precisa recebê e gasta nos pancadão!! ( desabafo)

    1. Elidener da Silva , Fortaleza CE Diz

      Eu estou desesperada só recebo esse bolsa família,Estou doente tenho 47 anos 4 Ernia de disco na cervical , passando por problemas piciquiatrico, tenho uma criança de 11 anos para cuidar sem saúde e recurso ,Fui olha na internet meu CPF tinha direto o vale gás não tem ,Estou sem saber o que fazer e muita tristeza, Elidener soares da Silva, Fortaleza CE

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.