Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Novo auxílio garante valor de R$ 150 por mês; veja quem pode

Com a proximidade do fim do auxílio emergencial, governos estaduais têm reforçado seus quadros de políticas públicas.

Uma grande oportunidade de recebimento de valores durante a pandemia será liberada. Acontece que nada menos que 300 mil famílias serão beneficiadas com um auxílio fixo no valor de R$150,00. A medida continua sendo tomada com o objetivo de conter os efeitos econômicos causados pela pandemia do coronavírus.

Com a proximidade do fim do auxílio emergencial (embora haja uma expectativa de prorrogação do benefício), governos estaduais têm reforçado seus quadros de políticas públicas. Neste caso, do benefício de R$150, o governador do Amazonas, Wilson Lima, informou que um novo programa será lançado em novembro para as famílias carentes da região.

Veja também: Auxílio Emergencial: prorrogação já é dada como certa no Planalto

Tendo em vista que a região é uma das mais afetadas pela Covid-19, o governo do estado estará beneficiando cerca de 158 mil famílias na capital Manaus e outras 142 mil no interior. O auxílio será no valor de R$ 150, e só será concedido para quem possui inscrição no Cadastro Único e comprove não ter renda fixa.

Os pagamentos devem ser iniciados em 1º de novembro, visto que a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) já aprovou a proposta. Serão distribuídos cartões magnéticos para a utilização exclusiva em estabelecimentos credenciados.

“As famílias em vulnerabilidade social foram as mais prejudicadas durante a pandemia e necessitam de um reforço para recomeçar. Estamos lançando um programa totalmente voltado para as pessoas em situação de vulnerabilidade e esse pagamento inicia logo no dia 1º de novembro. A proposta é aquecer a economia”, disse o governador.

De acordo com a Secretaria de Assistência Social (Seas), atualmente o estado possui cerca de 400 mil famílias enquadradas nos critérios de elegibilidade do programa, sendo elas pobres e extremamente pobres.

Entre elas, há núcleos monoparentais chefiados por mulheres provedoras de renda, famílias possuem como integrantes pessoas com deficiência e idosos, além de cidadãos que recebem apenas meio salário-mínimo mensalmente.

O que fazer para receber o valor de R$150?

Confira os critérios para a nova fase do programa Auxílio Estadual:

  • Representante familiar igual ou maior de 18 anos;
  • Famílias beneficiárias de programa de transferência de renda, em situação econômica de renda de “extrema pobreza” e “pobreza”;
  • Família do CadÚnico com renda per capita de até ½ salário mínimo, atendendo aos critérios de: Família com Pessoa com Deficiência (PcD); Família com representante familiar idoso; Família com representante familiar do sexo feminino, sendo a provedora da renda e sustento familiar.

Critérios de classificação

Quantidade de filhos/enteados/netos: 0-6 anos;

7-15 anos; 15-17 anos, 11 meses e 29 dias.

Maior idade do representante familiar (data de nascimento)

Quem não poderá receber o benefício

  • Representante familiar com Registro Nacional de Veículos Automotores (RENAVAM) ativo por cadastro de veículos fabricados entre os anos de 2000 e 2021;
  • Representante familiar constante na folha de pagamento de Estado do Amazonas (ativos e inativos) do mês correspondente ao mês do arquivo do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal;
  • Representante familiar com identificação no Sistema de Controle de Óbitos – SISOBI.

Auxílio desde 2020

Em abril de 2020, o Governo do Estado lançou o Programa Auxílio Estadual, para dar assistência à população mais vulnerável durante a pandemia de Covid-19, auxiliando na compra de itens da cesta básica e de higiene e limpeza.

Foram R$90 milhões em investimentos, com 150 mil famílias beneficiadas. Os repasses foram no valor de R$600, em três parcelas.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
4 Comentários
  1. DAYANA JR MILLAN Diz

    Fiquei bloqueado, não tenho trabalho, tenho uma filha de dois anos e moro alugado, não sei de onde tiraram, que recebi uma saída, me explicam onde, por que eu ajudá-lo com aqueles 250 riais e não há Onde reclamar, que desgraça

  2. Lilian Diz

    Só quero entender porque fui bloqueada no auxilio emergência estou desempregada sou divorciada e me bloquearam porque ñ me encaixo nos critérios Aff um verdadeiro tapa na cara do cidadão que realmente precisam

  3. Fabiana Juvêncio da silva Diz

    O presente merda que nós tem, é uma verdeira boSta, presidente seu mané aqui quem tá falando é uma residente desse Brasil bosta, fds vc seu presente, pensa que nós brasileiros somos otários né???
    150 reais não dá pra nada pra muitas famílias que tem por aí humilde, toma vergonha nessa tua cara, vc tá tirando dinheiro pro seu bolso aproveitando essa merda de auxílio acha que dá um dinheiro bom e de coração é? mais não kkkk.
    Vc não passa de um morto de fome se diz que é rico . Rico somos nós que temos saúde e desposição pra acordar cedo e trabalhar seu hipócrita, falo uma coisa, se todos o mundo não retirasse esse dinheiro bosta que tu acha que tá dando te garanto que hj não tava tudo preços altos não, é como se tu tivesse vendendo o auxílio de 150 ou empréstando por outro valor que vem descontando nós preços dos produtos, kkkkk vc é um presente pra bosta isso sim , seu lugar é na privada.

  4. Edson Carlos de Oliveira Diz

    Excelente

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.