Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

4.3/5 - (16 votes)

NOVO AUXÍLIO BRASIL DE R$600: Preciso me inscrever para receber o aumento?

Senado Federal aprovou PEC que permite o aumento no valor do Auxílio Brasil já a partir deste segundo semestre

O valor do Auxílio Brasil poderá aumentar neste segundo semestre. Ao menos o primeiro passo para a concretização do ato já foi dado nesta quinta-feira (30). Por 71 votos a 1, os senadores aprovaram a PEC que permite a elevação dos valores do programa social. Hoje, o projeto paga parcelas mensais de R$ 400. Com as mudanças, o patamar pode passar para R$ 600 mensais.

É certo que as alterações ainda precisam do aval da Câmara dos Deputados, mas alguns pontos já podem ser adiantados. Em caso de aprovação, por exemplo, o Governo Federal já definiu que ninguém precisará realizar nenhum tipo de inscrição para a entrada. A lógica de seleção seguirá sendo basicamente a mesma.

Atualmente, para ter direito ao Auxílio Brasil, o cidadão precisa ter um cadastro ativo e atualizado no sistema do Cadúnico. Além disso, ele também precisa ter uma renda per capita que varie $ 0 e R$ 210. Dessa forma, quem cumpre todas as exigências, entra no grupo dos selecionáveis para o recebimento do novo benefício social.

Nesse sentido, as normas seguirão iguais, mesmo em um cenário de aprovação da PEC dos Auxílios na Câmara dos Deputados. Assim, quem já faz parte da folha de pagamentos do programa social, passará a receber automaticamente os valores de R$ 600 a partir dos próximos meses, sem a necessidade de realizar nenhuma inscrição para isto.

Já as pessoas que ainda não pertencem a folha de pagamentos do Auxílio Brasil, precisam seguir esperando até que o Ministério da Cidadania selecione novos nomes para a entrada no benefício social ainda este ano. O ritmo de entradas é completamente definido pelo Governo Federal, de modo que ao cidadão resta a espera.

Novas entradas

Segundo informações do próprio relator da PEC no Senado Federal, o senador Fernando Bezerra Coelho (MBD-PE), a tendência é que o Governo Federal insira mais de 1,6 milhão de pessoas na folha de pagamentos do Auxílio Brasil este ano.

Embora a inclusão esteja no radar, ela não será feita de um modo diferente ao que se vê atualmente. Dessa forma, mesmo com esta nova entrada, os cidadãos ainda não precisarão se inscrever, já que o processo é automático.

Algumas quadrilhas podem se aproveitar do momento de desinformação, para entrar em contato com possíveis vítimas e informar que elas precisam se inscrever no Auxílio. Não é verdade. Este não é um processo permitido pelo Ministério da Cidadania.

PEC dos auxílios

O aumento nos valores e na quantidade de usuários do Auxílio Brasil, não foi o único ponto tratado pelo Senado Federal na noite desta quinta-feira (30). Os senadores também aprovaram uma série de outros pontos junto com a PEC 1/2022.

Um deles, por exemplo, foi a aprovação do valor do vale-gás nacional. Segundo o Ministério da Cidadania, a proposta enviada pelo Governo Federal prevê um aumento dos atuais R$ 53 bimestrais para um patamar de R$ 120 também a cada dois meses.

O Senado também aprovou uma ajuda de R$ 1 mil para os caminhoneiros. O projeto está sendo chamado de voucher pelo Governo. Além disso, há também a indicação de gastos de R$ 2 bilhões para os pagamentos de um novo programa para os taxistas.

4.3/5 - (16 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

13 Comentários
  1. Eliana Gomes Ramalho Diz

    Meu auxílio Brasil foi cortado não entendi pois estou desempregada precisando do dinheiro

  2. Ricardo Diz

    Dentro de médio prazo a população brasileira vai sentir o que é colocar gestores que só tem um interesse…. lucro e vantagens.

  3. Josefa Maria Diz

    Minha nae tem doenca e não trabalha e nunca recebeu auxílio brasil um absurdo um recebe mais outros nada

  4. Pedro Horàcio da Silveira Diz

    🇧🇷Gratidão Ao Govêrno Federal que Faz A Diferença Olhando As Necessidades dos Mais Pobres.🇧🇷

  5. Sandra Diz

    E aqueles benefícios do Auxilio Brasil que estão bloqueados desde abril/2022, vão voltar a receber???

  6. Paulo Rodrigo Da Silva Bandeira Diz

    Muito bom já deu certo

  7. Luana Diz

    Vamos receber agora em julho?

  8. Ismael Diz

    Meu auxílio foi cortado desde o ano passado e vcs ainda falam de aumentar o auxílio pra quem? se os que realmente precisa é cortado e que não tem fica precisando do dinheiro

  9. Ildete da Gama Pires Diz

    Gostaria de saber porque eu me aposentei e não recebo mais o auxílio Brasil antes eu recebi o bolsa família, eu me aposentei com um salário mínimo mas como eu estava em endividada aí fiz um empréstimo, estou pagando a parcela de 329 aí sobra para mim 800 e pouco tá difícil de viver só com r$ 800, porque o aposentada não pode receber o auxílio Brasil gostaria de saber qual é o motivo porque o salário mínimo não dá para nada

  10. Cintia Souza Diz

    Esse governo é o mais incompetente de todos! Como pode incluírem mais e mais pessoas além das condições para suprir pagamentos para todos? O que está acontecendo com muitos é o mesmo que aconteceu comigo, famílias que não tem grávidas, crianças pequenas e idosos, estão tendo seus benefícios suspensos, e não adianta ir no cadunico, porque o que dizem é que se apenas uma única pessoa da família for assaliariada, então isso basta para pagar aluguel, água, energia e comprar comida. Absurdo!!!!!

  11. Eduardo Alves Diz

    Se fosse o caso desses parlamentares aumentarem os , gordos salários deles em 5 minutos seria aprovado ! más como é pra ” dar uma esmola ” de 600 reais pra quem botaram eles no poder , têm que estudar primeiro se dá ou não essa esmola , sem contar que ainda vai passar pelos deputados e tal, uma vergonha esse país de corruptos! !

  12. Maria Diz

    Trabalhar para que? Governo sustenta

  13. Daiane rocha da Silva Diz

    Daiane rocha da Silva

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.