Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (2 votes)

Nova rodada do Auxílio Emergencial; veja como consultar

Beneficiários do Auxílio Emergencial ainda têm dúvidas quanto a consulta do benefício no site da Dataprev, inclusive, devido a nova rodada de pagamentos do programa.

Beneficiários do Auxílio Emergencial ainda têm dúvidas quanto a consulta do benefício no site da Dataprev, inclusive, devido a nova rodada de pagamentos do programa.

Neste sentido, vale ressaltar que o portal do Ministério da Cidadania, que foi desenvolvido pelo Dataprev, continua funcionando e está com a consulta atualizada.

Por meio dele o cidadão pode acompanhar detalhes dos pedidos, como datas de recebimento e resultados. Todas essas informações podem ser acessadas só com o CPF. Veja mais detalhes a seguir.

Como consultar o Auxílio Emergencial no site da Dataprev

Veja como consultar se tem direito a nova parcela do Auxílio Emergencial:

  1. Acesse o site da Dataprev;
  2. Digite os dados solicitados, como o número do CPF, nome completo e nome da mãe;
  3. Marque a opção “Mãe desconhecida” caso não saiba o nome da mãe;
  4. Informe a data de nascimento;
  5. Clique em “Enviar”.

Quem tem direito?

Para receber a parcela retroativa é necessário ser pai solteiro que tenha sido contemplado com ao menos uma das cinco parcelas distribuídas entre abril a agosto de 2020. Contudo, ainda é preciso comprovar não ter cônjuge ou companheira e criar pelo menos um filho menor de 18 anos.

Em julho de 2020, o presidente Jair Bolsonaro vetou o projeto de lei que ampliava o pagamento das cotas duplas aos pais solteiros. Por isso, apenas as mães solos receberam os valores dobrados do programa.

Valor atual do Auxílio Emergencial 

De acordo com o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, a média do pagamento retroativo varia entre R$ 600 e R$ 3.000, conforme o número de parcelas que o cidadão recebeu entre abril e agosto de 2020. Confira:

  • Pais aprovados em abril (receberam 5 parcelas): tem direito a R$ 3.000 retroativos;
  • Pais aprovados em maio (receberam 4 parcelas): tem direito a R$ 2.400 retroativos;
  • Pais aprovados em junho (receberam 3 parcelas): tem direito a R$ 1.800 retroativo;
  • Pais aprovados em julho (receberam 2 parcelas): tem direito a R$ 1.200 retroativo;
  • Pais aprovados em agosto (receberam 1 parcela): tem direito a R$ 600 retroativos.

Auxílio emergencial

O Governo Federal começou os pagamentos do seu Auxílio Emergencial ainda no início do ano de 2020. Na oportunidade, o texto foi aprovado pelo Congresso Nacional. No decorrer daquele ano, o benefício chegou à casa de quase 70 milhões de pessoas e foi pago até o mês de dezembro.

Nos primeiros anos de 2021, entre janeiro e março, o Governo decidiu não realizar nenhum tipo de pagamentos. Todavia, não demorou muito. Após muita pressão e piora da situação da pandemia da Covid-19, o Governo decidiu retomar com os pagamentos em abril de 2021.

Na nova fase de pagamentos, o Auxílio Emergencial retornou em uma versão menor do projeto. De acordo com as informações do Ministério da Cidadania, desta vez os repasses chegaram para mais de 39 milhões de pessoas com pagamentos de, no máximo, R$ 378.

5/5 - (2 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

4 Comentários
  1. Lorenço Barbosa filho Diz

    Até agora nada na consulta

  2. Roniere Diz

    E as últimas parcelas de 250 reais não teremos as parcelas retroativas destas últimas antes e acabar com programa?

  3. Thaynara Diz

    Eu comecei a trabalhar de carteira assinada e foi bloqueado meu auxílio emergencial mais agora já sair como faço para receber de novo alguém sabe ??

  4. Palloma Diz

    Eu quero

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.