Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Networking não é quantidade de contatos: Como estão as suas relações profissionais?

Definitivamente, networking não é quantidade de contatos. Networking são relações profissionais sólidas, frutíferas e que trazem benefícios mútuos. Se você tem uma infinidade de contatos no seu celular ou na sua rede social profissional, isso nada quer dizer. A seguir, trouxemos algumas reflexões que partem dessas ideias.

Networking não é quantidade de contatos

Já sabemos que networking não é quantidade de contatos, mas o que seria o networking de fato?

Ele diz respeito às relações profissionais que você possui. Porém, trata-se de relações sólidas e que tenham algum valor real.

São aqueles colegas de profissão (ou de outras profissões) nos quais você troca ideia sobre o mercado de trabalho, indica para conhecidos seus e é indicado por eles. São as pessoas com as quais você aprende conceitos sobre trabalho, estuda novas possibilidades profissionais, aprende e cresce.

Isto é, networking não é quantidade de contatos. Não é o mesmo que ter mais de 500 conexões no LinkedIn. Afinal, do que adiantaria a quantidade se não há a menor qualidade nas suas interações?

Sendo assim, tenha em mente que para trabalhar o seu networking é preciso aparecer, conversar e interagir. É necessário oferecer algum benefício para o seu colega de profissão/trabalho/mercado de trabalho, ao mesmo tempo em que ele lhe oferece algo.

Fazer networking não é o mesmo que ser egoísta, tendo em vista que ambos os lados saem ganhando quando o relacionamento é bem construído.

Como estão as suas relações profissionais?

As suas relações profissionais têm sido bem desenvolvidas, ou você é mais um dos profissionais que se prende em métricas de vaidade? Você foca apenas no número de curtidas na sua rede social profissional, ou presta mais atenção nas discussões que ocorrem nos comentários? Pense sobre isso.

Afinal, networking não é quantidade de contatos, mas sim, interações de valor, que geram movimentos, crescimentos e mudanças. Quando a relação não agrega em absolutamente nada, em nenhuma circunstância, será mesmo que estamos falando de networking?

Muitas vezes, caímos no erro de seguir e fazer conexão com as pessoas erradas, pensando que estaríamos fazendo networking. No entanto, isso não passa de um equívoco! Se não há a menor interação, não existe valor algum na relação e ambos os lados deixam de ganhar com isso, qual o sentido desse contato profissional? Pois é!

Claro que não estamos dizendo que você só deve ter contato com pessoas que “entregam algo”, mas o que queremos dizer é que você não deve cair no erro de querer ter 100 contatos “fantasma” apenas por achar que isso e só isso é networking, porque não é.

Trabalhe o seu networking online

Trabalhe o seu networking online de forma inteligente e estratégica, não visando apenas o número de curtida ou seguidor que você possa ter. Diferente disso, procure interagir, aprender, contribuir com o seu conhecimento e trocar ideia com quem está próximo a você.

Assim, as chances de aprender e crescer são muito maiores. Foque nesse tipo de estratégia de networking e bom desenvolvimento para você!

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.