Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (3 votes)

MME: a tecnologia na criação de solos saudáveis a partir de rejeitos da mineração

A tecnologia é um fator relevante na criação de solos saudáveis a partir de rejeitos da mineração. Confira apontamentos do MME!

O Ministério de Minas e Energia (MME) promoverá um debate sobre a criação de solos saudáveis a partir de rejeitos da mineração, de acordo com recente divulgação oficial.

MME: a tecnologia na criação de solos saudáveis a partir de rejeitos da mineração

O objetivo do evento é apresentar tecnologias inovadoras e os benefícios do planejamento para aproveitar os rejeitos e estéreis, destaca o Ministério de Minas e Energia (MME).

Seminário online ocorrerá no próximo dia 29

Através de sua plataforma oficial, o Ministério de Minas e Energia (MME), por meio da Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral (SGM), promoverá, no dia 29 de junho, das 9h às 11h30, o seminário virtual “Criação de solos saudáveis a partir de rejeitos e estéreis da mineração”. O evento acontece de forma online no canal do YouTube da Brasil Mineral, apoiadora do seminário.

O objetivo do debate

De acordo com o Ministério de Minas e Energia (MME), o objetivo do evento é apresentar e debater tecnologias inovadoras visando à criação de solos saudáveis a partir de rejeitos e estéreis da mineração, facilitando a reabilitação da biodiversidade e utilização como substrato agrícola

A diminuição da emissão de gases de efeito estufa

O uso de determinados rejeitos e estéreis de mina no desenvolvimento de solos saudáveis também tem impacto na estabilização de carbono em solos, o que possibilita mitigar a emissão de gases de efeito estufa da mineração, destaca o Ministério de Minas e Energia (MME).

Além disso, também serão debatidos os benefícios do planejamento, desde o início do projeto, para uso futuro dos rejeitos e estéreis, o que permite a adoção de melhores soluções sob o ponto de vista geotécnico, de acordo com informações do Ministério de Minas e Energia (MME).

A tecnologia e a sustentabilidade

A adoção dessas tecnologias visa mitigar o impacto ambiental associado à mineração e auxiliar na estabilidade geotécnica das estruturas.

Participantes do evento

De acordo com com a divulgação oficial do Ministério de Minas e Energia (MME), o evento conta com com diversas participações, tais como:

  • Agência Nacional de Mineração (ANM);
  • Serviço Geológico do Brasil (CPRM);
  • Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram);
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa);
  • Universidade de Brasília (UnB);
  • Escola Superior de Agricultura Luiz Queiroz (Esalq) da Universidade de São Paulo (USP);
  • Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração (ABM;
  • Sociedade Brasileira de Recuperação de Áreas Degradadas (Sobrade); 
  • Pimenta de Ávila Consultoria.

A programação oficial do evento está disponível no site oficial do Ministério de Minas e Energia (MME).

5/5 - (3 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.