Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Medo do futuro: Por que o sentimos?

Você sente medo do futuro? Então vamos refletir sobre o assunto!

medo do futuro pode ser bem recorrente na vida de algumas pessoas. Em alguns casos, é super justificável, especialmente diante de mudanças expressivas na vida, no trabalho, etc. Em outras situações, o medo do futuro pode estar mais associado a uma falta, especialmente de planejamento e gerenciamento emocional.

Considerando esses pressupostos, elaboramos este guia com considerações importantes sobre o tema, a fim de viabilizar uma breve discussão sobre este. Acompanhe!

Por que o medo do futuro aparece?

O medo do futuro pode estar associado a muitas causas. Ou seja, ele não se restringe a apenas uma coisa. Mas sim, cada sujeito pode ter as suas próprias considerações diante desse medo do que está por vir. Abaixo listamos algumas situações:

  • Mudança brusca na vida: As mudanças repentinas quebram com uma rotina já estruturada. Isso, no agregado, pode provocar medo do futuro e do que está por vir. Afinal, a pessoa deverá restaurar as suas atuações, tendo que se adaptar às novas possibilidades. E o medo, querendo ou não, é justamente essa falta de habilidade diante do desconhecido.
  • Perda significativa no passado: Ao perder algo muito importante no passado, como um emprego, relacionamento ou qualquer outra perda significativa, o sujeito pode criar uma espécie de “proteção” contra novas perdas. Assim, age de uma maneira extremamente cautelosa, sempre temendo o que pode acontecer a seguir. Aqui, vemos uma falta de elaboração do luto da perda do passado.
  • Medo de repetir erros: Seguindo o ponto acima, o medo de repetir erros do passado pode aumentar o receio sobre o futuro. Afinal, a pessoa estará o tempo todo vigilante, achando que cairá na mesma “armadilha do erro”.
  • Falta de perspectiva no trabalho/estudos/relacionamento: Não ter um plano de vida, que abranja questões emocionais, profissionais e pessoais pode provocar um medo do futuro. Isso pode acontecer devido à falta de perspectivas, uma vez que se não se sabe para onde está indo (ou se quer ir), o futuro será sempre uma surpresa “inesperada”.
  • Questões emocionais envolvidas com outros fatores: Outras questões emocionais também podem desencadear esse medo do futuro. Aqui, podemos elencar a baixa autoestima, a falta de autoconfiança e a falta de autocontrole, que desencadeiam um futuro pouco planejado e com aspectos não muito positivos. Afinal, a pessoa se sente “incapaz” de ter um bom futuro.

Como dito anteriormente, muitas causas podem estar envolvidas com esse receio do que está por vir. O melhor a se fazer é sempre analisar cada caso, especialmente com a ajuda de um psicólogo.

Como lidar com o medo do futuro?

Para lidar com o medo do futuro é necessário compreender os gatilhos emocionais por trás dele. A nível de exemplo, vamos supor que esse medo está associado a uma perda que aconteceu no passado: aqui será necessário trabalhar o luto da perda para poder seguir em frente com mais segurança.

Isso quer dizer que cada caso sempre será um caso. Você pode trabalhar bons planejamentos pessoais e profissionais, visando minimizar as incertezas sobre o futuro. Ao mesmo tempo, deve reconhecer que não temos controle sobre tudo o que vai acontecer – e tudo bem!

Quando nós compreendemos essa “falta” de controle sobre tudo, passamos a ser mais justos com nós mesmos. E assim entendemos que temos que cumprir com nossas responsabilidades para ter um bom futuro, mas que ele sempre poderá reservar coisas fora do nosso alcance – inclusive boas. 🙂

Se sentir necessidade, cogite ainda fazer psicoterapia para lidar com o seu medo.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.