Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Medo do desemprego: Como lidar com essa insegurança em tempos de crise?

medo do desemprego é a realidade de muitas pessoas, em todo o mundo. Especialmente em tempos de pandemia, essa insegurança tem se tornado ainda mais forte no dia a dia de muita gente. Por isso, aprender a lidar com esse medo é fundamental para garantir a saúde mental e ter um olhar mais otimista sobre o futuro. A seguir você encontra algumas dicas que podem ser interessantes para você, nesse sentido.

Como lidar com o medo do desemprego?

Antes de qualquer coisa, é importante compreendermos que o medo faz parte de nossas vidas. Ele é indispensável para a nossa sobrevivência! Graças ao medo, conseguimos pensar antes de agir, sem pôr em risco a nossa saúde física e mental. Da mesma maneira, ele nos protege de atitudes impulsivas, aumentando a chance de termos mais qualidade de vida.

Por isso, jamais se sinta uma pessoa fraca ou “menor” por ter medo do desemprego. Especialmente diante da crise em que vivemos, esse medo é muito recorrente e, até certo ponto, natural.

O “problema”, no entanto, surge quando essa insegurança lhe impede de tomar atitudes no trabalho ou inovar na hora de atuar no ambiente corporativo, gerando angústia e mal-estar. Se você tem se sentido assim, é hora de trabalhar com esse seu medo! Veja a seguir algumas ideias que podem ser úteis:

1- Quando o medo surgir intensamente, foque no aqui e agora

Se o medo do desemprego está “pausando” as suas ações, respire fundo e tente focar no aqui e agora. Para isso, observe qual tarefa está sendo executada neste momento, atente-se para os cheiros que seu nariz está sentindo e para a temperatura ambiente que toca em sua pele.

Foque nas suas roupas, nas cores do seu escritório e na ação que deve ser executada neste momento, segundo a segundo. Assim você traz a sua mente para o presente e diminui a ansiedade gerada pelo medo do futuro.

2- Converse com alguém sobre a sua insegurança

Você pode conversar com alguém de sua confiança sobre o medo do desemprego. Isso pode lhe ajudar a pôr as suas “dores” em palavras, além de fazer com que você escute a si mesmo. Logo, você poderá perceber que o desemprego talvez não esteja tão perto quanto o seu medo tenta fazer você acreditar.

3- Procure manter-se atualizado de alguma maneira

Sempre que possível, atualize o seu currículo. Participe de palestras gratuitas, faça cursos online, busque especializações, enfim. Quanto mais você desenvolver as suas habilidades no trabalho, menores serão as chances do desemprego.

E, lembre-se: cursos gratuitos são sempre bem-vindos! Se você não pode investir em algo pago, faça cursos grátis para aprimorar os seus conhecimentos e manter-se atualizado.

4- Entenda que a demissão é uma contingência da vida

Infelizmente, é bem possível que todas as pessoas passem por essa fase, em algum momento de suas vidas. Mas isso não quer dizer que você é uma pessoa pouco habilidosa ou pouco preparada. Às vezes os motivos da demissão sequer estão relacionados à sua pessoa.

Por isso, tente compreender que o medo do desemprego é bastante comum, assim como a demissão. Porém, ela precisa de um cenário bem específico para acontecer. Mas, quanto antes você aceitar isso como algo comum na vida, melhor será para a sua saúde mental.

5- Trabalhe o seu networking constantemente

Esteja sempre desenvolvendo o seu networking. Conheça pessoas de outras empresas, faça amizades com profissionais, siga outras referências do seu mercado, e assim por diante. Dessa maneira você aumenta as suas chances de, mesmo após uma demissão, encontrar novos caminhos promissores para trilhar.

Pense nisso!

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.