Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Maia concorda com Guedes sobre não prorrogação do auxílio emergencial

Em entrevista nesta quarta-feira (07), Guedes negou a prorrogação do auxílio emergencial ou do estado de calamidade para além de dezembro de 2020.

Nesta quarta-feira (07), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou  que concorda com a posição manifestada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, ao negar em entrevista a possibilidade de prorrogação do estado de calamidade para combater a pandemia do novo coronavírus e do auxílio emergencial.

Maia publicou em seu Twitter o link da matéria da Reuters sobre a fala de Guedes e afirmou que “A posição da presidência da Câmara é a mesma”.

Em entrevista nesta quarta-feira (07), Guedes negou a prorrogação do auxílio emergencial ou do estado de calamidade para além de dezembro de 2020.

Auxílio prorrogado até dezembro

O presidente Jair Bolsonaro anunciou a prorrogação do auxílio emergencial por quatro meses no valor de R$ 300. A extensão do auxílio foi oficializada por meio de medida provisória e terá que ser aprovada por deputados e senadores no Congresso Nacional.

“Não é um valor o suficiente muitas vezes para todas as necessidades, mas basicamente atende. O valor definido agora há pouco é um pouco superior a 50% do valor do Bolsa Família. Então, decidimos aqui, até atendendo a economia em cima da responsabilidade fiscal, fixá-lo em R$ 300”, disse Bolsonaro.

Neste ano, o Executivo depositou cinco parcelas de R$ 600 para os beneficiários do auxílio, visando ajudar os brasileiros de baixa renda, trabalhadores informais, MEIs, autônomos e desempregados.

Número de parcelas a receber

A quantidade total de parcelas que o cidadão terá direito vai depender de quando ela começou a receber o auxílio. O máximo são nove parcelas, sendo as cinco primeiras de R$ 600 e as quatro últimas de R$ 300.

  • Quem recebeu a 1ª parcela em abril: 9 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª parcela em maio: 8 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª parcela em junho: 7 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª parcela em julho: 6 parcelas
  • Quem recebeu a última parcela de R$ 600 em agosto: vai receber 4 parcelas de R$ 300 nos meses de setembro, outubro, novembro e dezembro;
  • Quem recebeu a última parcela de R$ 600 em setembro: vai receber 3 parcelas de R$ 300 nos meses de outubro, novembro e dezembro;
  • Quem recebeu a última parcela de R$ 600 em outubro: vai receber 2 parcelas de R$ 300 nos meses de novembro e dezembro;
  • Quem recebeu a última parcela de R$600 em novembro: vai receber apenas 1 parcela de R$ 300, em dezembro.

De acordo com o Governo, quem contestou via plataforma digital entre 20 de julho e 25 de agosto, e for considerado elegível, receberá no total 4 parcelas de R$ 600, começando a partir do Ciclo 3.

Dessa forma, essas pessoas não terão direito a nenhuma parcela do chamado auxílio emergencial residual, de R$ 300.

Mulheres chefes de família têm direito a duas cotas:

  • as cinco primeiras parcelas são de R$ 1.200,
  • as quatro últimas parcelas são de R$ 600.

Ciclos

O Governo manteve a forma de pagamentos por meio de ciclos. Para isso, as datas foram reorganizadas.

Todos os beneficiários recebem uma nova parcela (seja de R$ 600 ou de R$ 300), conforme o mês de aniversário do beneficiário.

Atualmente, a Caixa concluiu o Ciclo 2, que não teve alterações. A partir do Ciclo 3, que foi alterado, os beneficiários que começaram a receber em abril terá o depósito da 6ª parcela, já com o valor reduzido para R$ 300.

Os ciclos não valem para quem está inscrito no Bolsa Família.

Auxílio emergencial – Ciclo 2
Mês de aniversárioDepósitoSaques
Janeiro28/ago19/set
Fevereiro02/set22/set
Março04/set29/set
Abril09/set1º/out
Maio11/set03/out
Junho16/set06/out
Julho18/set08/out
Agosto23/set13/out
Setembro25/set15/out
Outubro28/set20/out
Novembro28/set22/out
Dezembro30/set27/out
Auxílio emergencial – NOVO CICLO 3
Mês de aniversárioDepósitoSaques
Janeiro30/set07/nov
Fevereiro05/out07/nov
Março07/out14/nov
Abril09/out21/nov
Maio11/out21/nov
Junho14/out24/nov
Julho16/out26/nov
Agosto21/out28/nov
Setembro25/out28/nov
Outubro28/out1º/dez
Novembro29/out05/dez
Dezembro1º/dez05/dez

 

Auxílio emergencial – NOVO CICLO 4
Mês de aniversárioDepósitoSaques
Janeiro30/out07/nov
Fevereiro04/nov07/nov
Março05/nov14/nov
Abril06/nov21/nov
Maio08/nov21/nov
Junho11/nov24/nov
Julho12/nov26/nov
Agosto13/nov28/nov
Setembro15/nov28/nov
Outubro16/nov1º/dez
Novembro18/nov05/dez
Dezembro20/nov05/dez

 

Auxílio emergencial – NOVO CICLO 5
Mês de aniversárioDepósitoSaques
Janeiro22/nov19/dez
Fevereiro23/nov19/dez
Março25/nov04/jan
Abril27/nov06/jan
Maio29/nov11/jan
Junho30/nov13/jan
Julho02/dez15/jan
Agosto04/dez18/jan
Setembro06/dez20/jan
Outubro09/dez22/jan
Novembro11/dez25/jan
Dezembro12/dez27/jan

 

Auxílio emergencial – NOVO CICLO 6
Mês de aniversárioDepósitoSaques
Janeiro13/dez19/dez
Fevereiro13/dez19/dez
Março14/dez04/jan
Abril16/dez06/jan
Maio17/dez11/jan
Junho18/dez13/jan
Julho20/dez15/jan
Agosto20/dez18/jan
Setembro21/dez20/jan
Outubro23/dez22/jan
Novembro28/dez25/jan
Dezembro29/dez27/jan
12 Comentários
  1. Edicassia Rodrigues Fonseca Diz

    Nos miserável como vamos sobreviver com 3oo reais .e também me cadastrei no bolsa família e ainda não recebi o cartão para começar a receber não sei como vou fazer sou uma mulher doente e não posso trabalhar mais .
    .

  2. Volnei Diz

    Depois votem no maia bando de ladrão corta os auxílio deles também pra 300 Presidente também não vale nada é o pior de todos não faz nada que presta.

  3. Denilton Diz

    Uma sacanagem baixar o auxílio emergencial eles tem não querem pegamos nossos empostos dos nossos avós uma sacanagem botantando minhoca na cabeça do presidente pra abaixar ese benefício que e nosso ou vão esperar o mundo a cabar

  4. Bill Diz

    O povo é muito boca aberta
    Engole tudo o que esse governo cruel diz
    O bozo é o verdadeiro pinoquio
    Não deve ser reeleito
    Acorda povo
    Esse governo governa somente pra rico
    Fora bozo seu monte de merda

  5. Guto Diz

    Não adianta ficarmos em redes sociais reclamando, temos que ir as ruas e mostrar a nossa força.

  6. Maria raimunda Diz

    I injusto isso cara meu auxilio foi aprovado com 600 reais sendo q sou mãe não tenho bolsa família sou desempregada estou pasando por nececidade não sei se pago conta ou compro coisa pra comer e meu auxilio acaba em dezembro agora como vou ser altima a termina de receber não vou ter direito a receber as parcelas de 300 cara sou pobre nois humanos tem direito inquais sonos o meu auxilio demorou ser aprovado não vou poder ter as parcelas de 300 por favor mim ajuda se tivesse trabalhor não estaria pedido apelo meu nome é Maria raimunda quem quiser mim ajuda meu numero e 65996153730

  7. Adilson Diz

    Segundo Bolsonaro , Guedes, e os dois Pinóquios Lorenzoni e Guimarães eles pagaram 5 parcelas, mentira, a 5 parcela do mes de agosto está retida na caixa que se nega a pagar as pessoas , sendo que que Dataprev ja liberou e ministério o pagamento ,mas a caixa, não se sabe por qual motivo vem massacrando o povo brasileiro.

  8. Naty Diz

    Nao podemos esquecer que o auxilio vem pra ajudar o povo brasileiro.porem reduzi.lo nao adiantou muito comparando .se ao preço de arroz .feijao .oleo.com os 300.nao deu nem pra comprar papel higienico.rs o eo mais engraçado e que mesmo na pandemia minha obrigaçao como mei nao mudou com os 600.consegui interar meu aluguel q sai 750.e agora com os 300.ou eu me alimento ou eu intero p aluguel.

  9. Lambertini2 Diz

    Esse sapo que não faz nada,vem falar que não é pra prorrogar muito escroto tá gordo isso aí é vida boa mordomias mas o governo não tá dando nada isso aí é impostos caríssimo que pagamos ainda tem gente que ainda fala que o governo tá dando não faz que obrigação esse dinheiro é do povo que paga impostos,na verdade agente que sustenta esses energúmenos é a nossas custas que eles tem vida boa

  10. Cristiane de Mendonça Amorim Diz

    Recebo desde 2013 bolsa família, recebi as 5 parcelas de auxílio emergêncial valor 600,00, agora o governo prorrogou até dezembro valor de 300,00, agora em setembro, recebi a 1a parcela, sendo que no comprovante, extrato, veio o aviso que seria o último auxílio a receber, já que o auxílio vai até dezembro, e o porque a última?, Conforme tabela, mães de familia, recebem 1.200,00 e 600,00, total de 9 parcelas, por qual motivo que me foi pago a última 600,00 de setembro que foi prorrogado até dezembro!

  11. Luiz Diz

    Para dar um benefício para o povo e este jogo de empurra mais para aumentar o salário deles não tem está confusão meus irmãos brasileiros vamos da o troco neles nessa eleições e na de 2022 deixa eles pensar que agente e bobo

  12. Quesia Diz

    Quero ver ele receber e sobreviver por um mês com esses $300,00, pimenta no olho do outro é refresco, né?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.