Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

2.5/5 - (2 votes)

Maceió registra protesto por Auxílio Emergencial nesta terça, 19

De acordo com a imprensa local, moradores da capital alagoana protestaram pela liberação do Auxílio Emergencial para vítimas das chuvas

Vítimas das chuvas que atingiram a cidade de Maceió, em Alagoas, participaram de um protesto na manhã desta terça-feira (19). Segundo informações da imprensa local, os manifestantes pediam a liberação do Auxílio Emergencial para os cidadãos atingidos pelos temporais. A Prefeitura da capital alagoana disse que acompanha a situação.

Segundo informações da prefeitura local, cada cidadão atingido pelas chuvas na cidade ganhará um auxílio emergencial no valor de R$ 500. No entanto, a gestão municipal afirma que está pagando o projeto de maneira escalonada. Neste primeiro momento, recebem apenas os indivíduos que ficaram completamente desabrigados e não têm para onde ir.

Na manhã desta terça-feira (19), o protesto bloqueou as ruas General Hermes e Melo Morais, que ficam no centro da capital de Alagoas. Os manifestantes disseram que a prefeitura estaria demorando muito para realizar os repasses para os atingidos. Entre outros pontos, eles afirmam que sequer se inscreveram ainda.

“Chamamos o povo para vir para a rua, para cobrar do prefeito a responsabilidade dele. O povo só recua das ruas depois que a Defesa Civil vier aqui e fizer o cadastramento das pessoas. A gente não vai engolir a história de que eles vão nos visitar”, disse um dos manifestantes em entrevista para o portal G1 Alagoas.

O protesto iniciou por volta das 10h, mas o bloqueio começou às 11h. Agentes da Polícia Militar e da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) chegaram ao local e conseguiram negociar a liberação do tráfego por volta do meio-dia. Até o momento da publicação deste artigo, a situação já havia sido normalizada.

O que diz a prefeitura

A prefeitura da cidade de Alagoas argumentou que entende as reclamações dos atingidos e garantiu que trabalha já com a produção dos novos cadastros. Desta vez, a ideia é atender justamente os cidadãos que não perderam tudo.

“A Prefeitura de Maceió realiza os últimos ajustes para iniciar o cadastro das pessoas afetadas pelas chuvas que não precisaram ir para abrigos. A ação será feita pela Secretaria de Assistência Social e a Defesa Civil”, disse a gestão municipal em nota.

“Até o momento, já foram cadastradas mais de 3 mil famílias que estavam abrigadas pelo Município, e a maior parte já recebeu o aluguel social e/ou o auxílio emergencial para ter como alugar um imóvel”, completou a prefeitura.

Auxílio para vítimas de enchentes

Nos últimos meses, o Brasil registrou uma série de desastres naturais ocasionados pelas fortes chuvas. Estados como São Paulo, Bahia, Rio de Janeiro, Pernambuco e Alagoas registraram estragos por causa dos temporais.

O Brasil, aliás,  não possui um grande programa social de transferência de renda para pessoas que passam por situações de desastres naturais. Existem alguns projetos com este foco no Congresso Nacional, mas eles seguem travados.

Na última semana, cidadãos da cidade do Recife também realizaram um protesto para pedir mais rapidez nos repasses dos auxílios municipal e estadual para pessoas que perderam tudo nas chuvas que atingiram a capital pernambucana há pouco mais de dois meses.

2.5/5 - (2 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.