INSS: veja o calendário dos pagamentos de dezembro

Governo federal divulgou oficialmente o calendário de pagamentos de dezembro. Confira as datas do seu recebimento

O governo federal divulgou oficialmente o calendário de dezembro do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Assim, segurados de todo o Brasil já podem fazer as contas para saber quando poderão receber as suas aposentadorias, pensões e outros auxílios previdenciários.

Segundo as informações oficiais da autarquia, os pagamentos de dezembro serão iniciados no dia 21. Ao todo, estima-se que mais de 37 milhões de pessoas de todas as regiões do país possam receber o saldo em suas contas a partir das próximas semanas.

Identificando a sua data

Para saber o dia exato do seu recebimento, é necessário que o cidadão se baseie no final do seu benefício, excluindo o que vem depois do dígito verificador. Imagine, por exemplo, que a numeração do seu benefício seja 123456789-0. Neste caso, o seu número de base é o 9 e não o zero.

Assim como nos meses anteriores, o INSS vai dividir os pagamentos em dois calendários. Um deles é voltado para as pessoas que recebem o equivalente ao piso previdenciário nacional, ou seja, R$ 1.320. O outro calendário é voltado para as pessoas que recebem qualquer valor acima deste patamar.

Abaixo, você pode conferir o calendário de pagamentos do INSS para as pessoas que recebem R$ 1.320:

  • Final 1: 21 de dezembro;
  • Final 2: 22 de dezembro;
  • Final 3: 26 de dezembro;
  • Final 4: 27 de dezembro;
  • Final 5: 28 de dezembro;
  • Final 6: 2 de janeiro;
  • Final 7: 3 de janeiro;
  • Final 8: 4 de janeiro;
  • Final 9: 5 de janeiro;
  • Final 0: 8 de janeiro.

Agora, você pode conferir o calendário de pagamentos voltado para as pessoas que recebem mais do que R$ 1.320:

  • Final 1 e 6: 2 de janeiro;
  • Final 2 e 7: 3 de janeiro;
  • Final 3 e 8: 4 de janeiro;
  • Final 4 e 9: 5 de janeiro;
  • Final 5 e 0: 8 de janeiro.

Consulta ao valor do INSS

De acordo com as informações oficiais, qualquer pessoa pode consultar os valores que estão disponíveis em seu nome para o INSS. A consulta, aliás, pode ser feita mesmo pelos segurados que ainda não receberam o saldo de fato.

Para tanto, basta acessar o extrato do INSS, que está disponível de maneira remota, e pode ser acessado através do aplicativo e site do Meu INSS. Para entrar neste sistema, é necessário utilizar o login unificado do Gov.br.

Além de consultar os valores, o cidadão pode usar o Meu INSS para verificar informações essenciais, agendar ou remarcar perícias, além de utilizar outros serviços relacionados aos benefícios da seguridade social.

INSS: veja o calendário dos pagamentos de dezembro
Consulta ao extrato pode ser feita na internet. Imagem: Reprodução

Pagamentos de novembro do INSS seguem

Os pagamentos relativos ao mês de novembro seguem acontecendo normalmente nesta semana. Nesta segunda-feira (4), por exemplo, é a vez dos seguintes grupos movimentarem o saldo:

  • Pessoas que recebem o piso previdenciário nacional e possuem o final do benefício 7;
  • Pessoas que recebem mais do que o piso previdenciário nacional e possuem o final do benefício números 2 e 7.

Abaixo, você pode conferir o calendário detalhado de pagamentos do INSS relativos ao mês de novembro:

Para quem recebe um salário mínimo:

  • Final 1: 24 de novembro (já realizado);
  • Final 2: 27 de novembro (já realizado);
  • Final 3: 28 de novembro (já realizado);
  • Final 4: 29 de novembro (já realizado);
  • Final 5: 30 de novembro (já realizado);
  • Final 6: 1º de dezembro  (já realizado);
  • Final 7: 4 de dezembro (pago hoje);
  • Final 8: 5 de dezembro;
  • Final 9: 6 de dezembro;
  • Final 0: 7 de dezembro.

Para quem recebe mais do que um salário mínimo:

  • Finais 1 e 6: 1º de dezembro (já realizado);
  • Finais 2 e 7: 4 de dezembro (pago hoje);
  • Finais 3 e 8: 5 de dezembro;
  • Finais 4 e 9: 6 de dezembro;
  • Finais 5 e 0: 7 de dezembro.

“Entre as prioridades do governo federal, a Previdência Social garante a cidadania de mais de 39 milhões de brasileiros e impulsiona o desenvolvimento da nação. Com o trabalho presencial e a reestruturação das agências, os beneficiários perceberão a evolução do maior programa social continuo do mundo. O povo precisa diariamente de todos nós e vamos responder com qualidade”, disse o ministro da previdência, Carlos Lupi (PDT), em entrevista recente.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.