Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (1 vote)

INSS paga aposentadorias e pensões de julho

O pagamento da aposentadoria ou pensão relativa ao mês de julho se iniciou ontem (25). Desde então o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) irá pagar os beneficiários que recebem até um salário mínimo, atualmente R$ 1.212, cujo numero do cartão termina em 1, desconsiderando o dígito verificador.

De acordo com a tabela de pagamentos divulgada pelo INSS, os benefícios para um salário mínimo será pago nas próximas duas semanas, indo até o dia 5 de agosto. Os pagamentos seguirão segundo o número do cartão do beneficiário. Por outro lado, quem recebe acima do piso nacional, os valores serão liberados entre os dias 1 e 5 de agosto, segundo a ordem tabelada.

Calendário de pagamento do INSS

De acordo com o órgão, mais de 36,4 milhões de segurados tem direito a algum benefício pago pelo INSS. Além de pensões e aposentadorias, os valores referentes a títulos de auxílio-doença ou auxílio-reclusão não podem ser inferiores ao salário base no Brasil. Veja a seguir o calendário de pagamento do INSS:

Pagamento para quem recebe até um salário mínimo:

Final do cartãoData de pagamento
125/07
226/07
327/07
428/07
529/07
601/08
702/08
803/08
904/08
005/08

Pagamento para quem recebe mais que um salário mínimo:

Final do cartãoData de pagamento
1 e 601/08
2 e 702/08
3 e 803/08
4 e 904/08
5 e 005/08

 

Para realizar a consulta do pagamento na tabela citada anteriormente, o segurado deve checar o número do seu cartão do benefício. Este é composto por um conjunto de dez dígitos, por exemplo, 111.111.112-1. O número para realizar a consulta é o penúltimo, no caso do exemplo, o 2. Por fim, basta se atentar no valor do benefício, se é superior ou não a um salário mínimo.

Erros cadastrais

Para ter direito aos benefícios concedidos pelo INSS, é necessário estar com todos os dados cadastrais corretos no sistema. Erros no cadastro podem acarretar em bloqueio do pagamento ou então conceder direito a indenização.

De acordo com o Tribunal de Contas da União, há cerca de 80 milhões de cadastros com informações incorretas. Isso pode diminuir o valor ou então impedir concessão do benefício. Outro problema característico que pode dificultar a vida dos beneficiários são as informações duplicadas. Neste caso, o INSS pode alegar que existam duas aposentadorias em um só nome.

Para reativar o cadastro, é necessário apresentar uma documentação complementar. O INSS informa que os documentos necessários e as informações a partir do pedido podem ser consultadas de 3 formas diferentes. Para acessar estas informações, basta acessar o site gov.br/meuinss, ou no aplicativo do Meu INSS (disponível para Android e iOS) ou então através da central de atendimento pelo número 135.

Contudo, caso o órgão ainda não tenha resolvido o transtorno, é necessário recorrer a meios judiciais. Caso a ação seja ganha, o cidadão pode até mesmo receber uma indenização por danos morais. Além disso, é importante ressaltar que o INSS não pode suspender o benefício sem dar direito a defesa do segurado. Neste caso, também existe a possibilidade de resolver o problema por uma ação administrativa que retifique o cadastro.

5/5 - (1 vote)
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.