Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

4/5 - (1 vote)

INSS libera pagamentos de junho; veja como consultar

A partir desta sexta-feira (24), o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) vai liberar aos seus aposentados e pensionistas o benefício referente ao mês de junho. O novo calendário seguirá até o dia 7 de julho.

A partir desta sexta-feira (24), o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) vai liberar aos seus aposentados e pensionistas o benefício referente ao mês de junho. O novo calendário seguirá até o dia 7 de julho.

Como de costume, os pagamentos serão iniciados com os segurados que recebem apenas um salário mínimo. Na sequência, serão contemplados os beneficiários que ganham mais que o piso nacional.

Também, é importante ressaltar que a distribuição das mensalidades ocorre segundo o dígito final do benefício ou do NIS (Número de Inscrição Social).

Cesta básica já consome 55% do salário mínimo, mostra levantamento

Como consultar o valor benefício do INSS

Os segurados podem consultar o extrato do INSS pelo aplicativo ou site Meu INSS. Por meio da plataforma também é possível ter acesso a vários serviços, como verificar o tempo de contribuição do trabalhador, simular o valor da aposentadoria, entre outros.

Confira quais são os benefícios concedidos pela Previdência Social:

  • Aposentadoria especial;
  • Aposentadoria por idade;
  • Aposentadoria por invalidez;
  • Aposentadoria por tempo de contribuição;
  • Auxílio-acidente;
  • Auxílio-doença;
  • Auxílio-reclusão;
  • Pensão especial (Síndrome da Talidomida);
  • Pensão por morte;
  • Salário-família;
  • Salário-maternidade.

Entenda quanto cada aposentado receberia no 14º salário do INSS

Calendário do INSS em junho

Para quem ganha um salário mínimo (R$ 1.212,00):

Final do benefícioData de pagamento
124 de junho
227 de junho
328 de junho
429 de junho
530 de junho
601 de junho
704 de junho
805 de junho
906 de junho
007 de junho

Para quem ganha mais um salário mínimo:

Final do benefícioData de pagamento
1 e 601 de julho
2 e 704 de julho
3 e 805 de julho
4 e 906 de julho
5 e 007 de julho

Qual será a idade mínima para se aposentar em 2023?

Desde a Reforma da Previdência, em 2019, muitos cidadãos têm dúvidas quanto a idade mínima necessária para se aposentar. Além de estabelecer novas regras, a reforma trouxe um sistema progressivo para as idades.

Pensando nisso, confira a idade mínima para se aposentar em 2023.

Aposentadoria por idade

Antes da Reforma da Previdência era possível se aposentar apenas com o tempo de contribuição, sendo de 35 anos para homens e 30 para mulheres.

No entanto, após a vigência da reforma, a aposentadoria por contribuição foi extinta, surgindo as regras de transição que necessitam do fator idade para a concessão do benefício.

Confira a seguir!

Regra da idade mínima progressiva

Para se aposentar por essa regra de transição em 2023 será necessário se enquadrar nos seguintes requisitos:

  • Mulheres: 58 anos de idade e 30 anos de contribuição;
  • Homens: 63 anos de idade e 35 anos de contribuição.

Além disso, por ser idade mínima progressiva, a regra acrescentará seis meses a cada ano até que:

  • Chegue aos 62 anos para as mulheres em 2031;
  • Chegue aos 65 anos para os homens em 2027.

Regra para aposentadoria por idade

No caso da aposentadoria por idade, foi alterada apenas a idade mínima para mulheres. Sendo assim, os homens permanecem com a regra de 65 anos, e as mulheres com a mudança para 62 anos até 2023. Veja:

  • Mulher: 62 de idade e 15 anos de contribuição;
  • Homens 65 anos de idade e 15 anos de contribuição.

Após o próximo ano, a idade da mulher estará fixada em 62 anos para solicitação da aposentadoria. Atualmente, elas precisam de 61 anos e 6 meses para se aposentarem.

Regra por pontos

Já na regra por pontos, é necessário somar a idade com o tempo de contribuição, onde essa soma deverá ser a seguinte em 2023:

  • 90 pontos para mulheres – com ao menos 30 anos de contribuição;
  • 100 pontos para homens – com ao menos 35 anos de contribuição.

De todo modo, a regra dos pontos subirá todos os anos até que:

  • Em 2033 seja exigido 100 pontos para as mulheres;
  • Em 2028 seja exigido 105 pontos para os homens.

Auxílio Brasil compõe 10% do PIB de 648 cidades

4/5 - (1 vote)
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.