INSS: Erros na solicitação que reduzem o valor da sua aposentadoria

Os segurados que pretendem solicitar a aposentadoria ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) devem estar atentos ao procedimento para não cometer erros que venham diminuir o valor do benefício futuramente.

Alguns erros podem fazer o valor da sua aposentadoria diminuir e, ao contrário do que muitos pensam, essas falhas são muito comuns. A ansiedade em conseguir ter acesso ao benefício pode levar a pessoa a não perceber detalhes que vão reduzir o valor do benefício.

Por isso, é importante ficar atento para evitar erros que no futuro podem te trazer prejuízos.

 

Erros que podem reduzir sua aposentadoria

O primeiro deles é não se atentar a documentação necessária para solicitar a aposentadoria. No entanto, infelizmente o próprio INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) peca neste quesito.

Acontece que a autarquia tem um grande problema em informar a relação de documentos necessários. Sendo assim, é importante que você consulte quais são os documentos exigidos pela Previdência Social para poder se aposentar.

Na maioria das vezes, o INSS pede a seguinte documentação:

  • RG;
  • CPF;
  • Comprovante de residência;
  • Carteira de Trabalho;
  • Extrato CNIS;
  • PIS/Pasep;
  • Carnês de contribuição (para aqueles que contribuíram sem vínculo empregatício durante um período).

 

Informações incorretas no CNIS

O Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) é um documento que reúne todos os vínculos empregatícios e previdenciários do cidadão. Informações divergentes no CNIS e a falta de documentos no momento da solicitação são os principais motivos que impedem a aposentadoria.

Com relação a inconsistência de informações, nos casos das pessoas que contribuíram como autônomas, por exemplo, se o código de contribuinte informado estiver errado as contribuições não são registradas no CNIS, e os valores pagos ficarão fora do cálculo do benefício.

O profissional pode consultar o seu próprio extrato para verificar se há pendências para resolver. O primeiro passo é conferir o campo “Relações Previdenciárias” do CNIS. Na aba, o segurado encontrará todas as empresas que pagaram suas contribuições ao INSS.

Já nos casos em que a empresa não tenha feito o recolhimento obrigatório, o trabalhador deverá juntar todos os documentos da época que comprovam a existência do vínculo empregatício com a empresa. O segurado ainda terá que apresentar o extrato analítico do FGTS e os recibos de férias, por exemplo.

 

Como solicitar a aposentadoria pela internet?

Para solicitar a aposentadoria de forma virtual, o cidadão deve realizar um cadastro previamente. Na sequência, é preciso verificar se o período de contribuição junto ao INSS está correto no CNIS. Além disso, os documentos exigidos devem ser digitalizados e enviados para efetivar a solicitação.

No entanto, é importante que o segurado faça o cálculo do benefício pretendido. Desta forma, ele terá uma noção da modalidade de aposentadoria que pode liberar mais vantagens segundo o seu valor.

Veja como realizar o procedimento “Meu INSS”

  1. Acesse a plataforma “Meu INSS”;
  2. Entre no seu login e toque na opção “Pedir aposentadoria”;
  3. Na sequência, selecione a modalidade de aposentadoria desejada;
  4. Feito isto, responda o questionário solicitado;
  5. Após preencher as informações, anexe os documentos exigidos;
  6. Informe o seu CEP e os dados bancários;
  7. Verifique as informações e confirme caso tudo esteja correto;
  8. Por fim, clique em avançar.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.