Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

INSS aumenta calendário da prova de vida; Veja como fazer!

A prova de vida, aplicada pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), voltou a valer a partir do mês passado, e com isso, o  Instituto lançou o novo calendário que decreta as datas nas quais cada beneficiário deve realizá-la.

A prova deve ser feita por todos aqueles que recebem o benefício de aposentadoria ou pensão pelo INSS. O método é utilizado como uma forma de comprovação de que o beneficiado ainda está em vida, para assim serem evitadas fraudes ou pagamentos incorretos as pessoas já falecidas.

No início de março de 2020, o INSS  suspendeu a atividade, devido ao desencadeamento da pandemia da Covid-19. Foi lançado um método online de se realizar a prova, e isso motivou o INSS a decidir pelo retorno da mesma, que já começa a valer a partir deste mês de julho, segundo o novo calendário.

O  novo cronograma, publicado no Diário Oficial da União pelo INSS, sofreu uma ampliação até julho de 2022 e consta as datas referentes às provas que deveriam ter sido realizadas de março do ano passado até julho deste ano. A definição de qual data cada beneficiado deve realizar a prova é de acordo com mês de vencimento da comprovação de prova de vida anterior.

Como realizar a prova de vida do INSS

A atividade retorna com dois métodos para realizá-la. Um deles é o da maneira convencional, em que o segurado deve ir presencialmente à sua instituição bancária com um documento de identificação com foto, em mãos. Alguns bancos já disponibilizavam alternativas onlines, como fazer a prova de vida por aplicativo.

A grande novidade é o segundo método oferecido pelo INSS, o qual pode ser feito pelo próprio smartphone. Caso o favorecido já possua título de eleitor ou carteira de motorista com a biometria facial cadastrada, é só realizar o download do aplicativo grátis “Meu INSS”, e seguir o passo a passo definido pelo app.

O INSS diz que todos os beneficiários que já possuem a biometria facial cadastrada, serão avisados através de um SMS enviado pelo próprio instituto com o número 280-41. Portanto, fique atento às notificações do seu celular, e caso não receba a mensagem, deve optar pela realização da prova de vida pelo método tradicional.

Em caso de ausência

Existe um grande risco para quem não fizer a prova de vida no mês estipulado, que é a suspensão do pagamento dos benefícios pelo INSS. O corte acontece a partir do mês seguinte ao vencimento da comprovação da prova de vida,  por exemplo, se o segurado não realizar a prova no mês de maio, a partir de junho o benefício será suspenso.

Apesar de aparentar ser um problema enorme, é bem fácil de resolvê-lo. Basta fazer a prova de vida normalmente para liberar o pagamento novamente. Entretanto, caso a pessoa não realize a prova em até seis meses após o vencimento, terá o benefício do INSS cortado definitivamente, dessa maneira, precisando pedir a reativação do pagamento pelo site “Meu INSS”. Em média esse processo leva quase um mês e meio para ser aprovado.

Vale lembrar que para os favorecidos com mais de 80 anos ou que não têm condições de se locomover, o INSS também realiza a prova de vida em casa. Um funcionário do instituto vai até à residência da pessoa. Caso necessite, é só ligar no 135 ou acessar o mesmo site “Meu INSS” para agendar a prova de vida.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.