Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Inflação supera rendimentos de aplicações em rendas fixas em 2021

De acordo com o levantamento realizado pela consultoria Economática, a inflação em 2021 superou qualquer rendimento proveniente de investimentos tradicionais no Brasil. Só conseguiu lucrar quem optou por alternativas ainda pouco conhecidas pelos brasileiros, como criptomoedas, ou BDRs, ações de empresas americanas negociadas no Brasil.

A pesquisa aponta que a taxa de rendimento de 3,05% para a poupança, 4,35% para o CDI, 4,43% para o ouro, principais aplicações de renda fixa e as mais utilizadas pelos brasileiros, não conseguiram bater a inflação em 2021, representando um ano sem lucros para quem investiu nessas opções.

Ao mesmo tempo em que a taxa de rendimento de aplicações tradicionais se manteve abaixo da inflação, o IPCA deve fechar o ano perto de 10%, segundo o boletim Focus, divulgado pelo Banco Central (BC). O IGP-M, utilizado principalmente para referenciar o aumento no valor do aluguel de imóveis, subiu para 17,78%.

Não foram somente aqueles mais conservadores em termos de investimentos que não conseguiram obter bons resultados com suas aplicações. Investidores mais arrojados, que optaram por comparar papéis na Bolsa de Valores Brasileira (B3), também não conseguiram aproveitar bons retornos no ano passado.

Boletim Focus

Os dados do IPCA referente a dezembro serão divulgados no dia 11 de janeiro, e a estimativa é de que o indicador registre alta de 10,01% no acumulado de 2021, praticamente em linha com os 10,02% estimados anteriormente. Isso é o que aponta o relatório presente no Boletim Focus, divulgado pelo BC na manhã desta segunda-feira (3).

Na primeira divulgação de 2022 do Focus, as expectativas apontam para inflação de 5,03% este ano, dólar a R$ 5,60 e taxa Selic a 11,50% ao ano em dezembro. Expectativa que continuou sem alterações em relação ao levantamento da semana anterior.

Com relação ao desempenho da economia brasileira, as estimativas apontam para crescimento de 0,36% do Produto Interno Bruto (PIB) este ano, uma piora em relação à expansão de 0,42% esperada anteriormente. O PIB de 2021 será conhecido ainda no primeiro trimestre deste ano, no dia 4 de março.

Somente aplicações mais arrojadas superaram inflação

O mercado de investimentos só apresentou bons retornos para aqueles que se arriscaram em opções menos conservadoras, como o mercado das chamadas moedas digitais, principalmente o Bitcoin, que teve uma alta de 75,83% em 2021. As BDRs, que são principalmente recibos de empresas americanas no Brasil, subiram 33,65%.

Para se ter uma ideia, O Ibovespa recuou 11,93% no ano, na contramão dos mercados internacionais. O S&P (Standard & Poor’s 500), principal indicador da bolsa americana composto por quinhentos ativos cotados nas bolsas de NYSE ou NASDAQ, subiu 27, 23% neste ano, enquanto o Dow Jones avançou 18,92%. Até mesmo o Merval argentino foi melhor: alta de 15,98%.

De acordo com especialistas, o desempenho ruim do mercado brasileiro é resultado da piora nas perspectivas para as contas públicas, com as mudanças de regras no teto de gastos, e também para a própria economia. A previsão para 2022 é de uma contínua alta na inflação, enquanto que o PIB terá um modesto crescimento de apenas de 0,4%.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.