Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Inflação: Banco Central aponta evolução dos preços de serviços superiores na pandemia

Inflação: Banco Central aponta evolução dos preços de serviços superiores na pandemia. Confira dados oficiais do BC!

Conforme informações oficiais do Banco Central houve uma evolução dos preços de serviços superiores na pandemia. A inflação de serviços no Brasil desacelerou no ano passado em decorrência da pandemia e das medidas de isolamento social. 

Inflação: Banco Central aponta evolução dos preços de serviços superiores na pandemia

Segundo o BCB, o arrefecimento ocorreu especialmente nos serviços mais consumidos pelas famílias de alta renda (denominados serviços superiores), tais como viagens, hotéis e lazer. A partir deste ano, o avanço da vacinação e a reabertura econômica tendem a provocar aumento na demanda por esses serviços e, possivelmente, pressões nos seus preços. Nesse contexto, este boxe identifica os serviços superiores na atual cesta do IPCA e descreve a evolução de seus preços

Como foi feita a classificação dos subitens?

Assim sendo, a classificação dos subitens de serviço em superior ou essencial foi realizada pela comparação da proporção da renda gasta com esses serviços pelas famílias com renda de 1 a 3 salários mínimos e de 10 a 40 salários mínimos. 

Quando a proporção da renda destinada ao serviço pelas famílias da segunda faixa era maior que a da primeira faixa, o serviço foi classificado como superior. Caso contrário, o serviço foi classificado como essencial. 

Os serviços foram segregados em subjacentes e ex-subjacentes

De acordo com o BCB, os subitens pertencentes ao subgrupo alimentação fora do domicílio foram separados em uma categoria à parte, de mesmo nome, independentemente das proporções da renda gastas com os mesmos pelos dois grupos de famílias. 

Além disso, os serviços foram segregados em subjacentes e ex-subjacentes. Em 2020, o arrefecimento da inflação de serviços no Brasil repercutiu sobretudo a desaceleração dos preços dos serviços superiores, que foram mais severamente impactados pela pandemia. 

Por outro lado, os preços de alimentação fora do domicílio aceleraram, influenciados em grande parte pela alta dos preços dos alimentos, conforme nota-se na rotina do cidadão, considerando os valores atuais dos itens da cesta básica.

Desaceleração dos preços de seguro voluntário de veículo

 Assim sendo, os preços dos serviços subjacentes superiores aumentaram apenas 0,48% no ano de 2020, desacelerando fortemente em comparação com os doze meses encerrados em fevereiro, mês anterior ao início da pandemia (-3,29 p.p.). 

O arrefecimento repercutiu, em grande parte, as desacelerações dos preços de seguro voluntário de veículo e condomínio. Paralelamente, os preços dos serviços subjacentes essenciais registraram desaceleração modesta na mesma comparação (-0,43 p.p.). 

Conforme informa o BCB, a desaceleração dos preços dos serviços ex-subjacentes superiores entre fevereiro e dezembro de 2020 foi ainda mais acentuada, -4,97 p.p. e refletiu principalmente os arrefecimentos dos preços de passagem aérea, empregado doméstico, ensino superior e hospedagem. Em sentido oposto, os preços dos serviços ex-subjacentes essenciais registraram leve aceleração no mesmo período de comparação (+0,41 p.p.).

Elevação dos preços dos serviços subjacentes essenciais e de alimentação fora do domicílio

Assim sendo, observou-se que os preços dessa categoria registraram forte desaceleração no ano passado, enquanto os preços dos demais serviços registraram variações mais modestas no mesmo período. 

Adicionalmente, o BCB informa que o avanço da inflação de serviços entre dezembro de 2020 e julho de 2021 repercutiu as acelerações dos preços dos serviços superiores (subjacentes e ex-subjacentes), dos serviços subjacentes essenciais e de alimentação fora do domicílio. É possível consultar o Relatório Oficial do BCB em seu site oficial, caso se interesse por obter tais dados na íntegra.

Avalie o Texto.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.