Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Inep: 29 funcionários pedem demissão a poucos dias do Enem 2021

Nesta segunda-feira, dia 8 de novembro, funcionários do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) solicitaram demissão. O Inep é uma autarquia federal vinculada ao Ministério da Educação (MEC). A realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é uma das responsabilidades do órgão.

Ao todo, 29 funcionários pediram desligamento do órgão. Os pedidos de exoneração dos cargos dos servidores do Inep foram registrados no Sistema Eletrônico de Informações (SEI).

De acordo com o documento encaminhado à diretoria do Inep com o pedido de demissão, o motivo para a saída seria a “fragilidade técnica e administrativa da atual gestão máxima” do órgão. Além disso, os servidores mencionaram episódios de assédio moral. Segundo eles, “não se trata de posição ideológica ou de cunho sindical”.

Na semana passada, dois coordenadores do Inep pediram exoneração: o coordenador-geral de Logística da Aplicação, Hélio Júnio Rocha Morais, e o coordenador-geral de Exames para Certificação, Eduardo Carvalho Sousa. 

Nesse sentido, os pedidos refletem a insatisfação dos servidores do Inep com a atual gestão de Danilo Dupas Ribeiro, que ocupa a presidência do Inep. 

Por meio de nota, a Associação dos Servidores do Inep (Assinep) lamentou os pedidos de demissão:

“Nos últimos dias, temos acompanhado reiterados pedidos de exoneração apresentados por cerca de 30 servidores do Inep, os quais ocupavam posições de gestão e assessoramento no instituto. A Assinep lamenta profundamente que a postura da alta gestão do INEP tenha levado a situação da Autarquia a esse ponto dramático”.

Risco à aplicação do Enem

Em assembleia realizada na semana passada, servidores do Inep afirmaram que a risco na realização do Enem 2021. De acordo com eles, a “falta de comando técnico” poderia afetar a aplicação do exame. 

Apesar de os servidores que solicitaram demissão estarem ligados ao Enem, o MEC afirmou que as demissões não irá afetar o cronograma da prova. Conforme a pasta, as provas estão com a empresa responsável pela aplicação dos exames nos dias 21 e 28 deste mês.

Com informações da Agência Brasil.

Gostou do texto? Então deixe aqui o seu comentário!

Leia também MEC abre período de adesão das instituições ao SiSU 2022.

Avalie o Texto.

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.