Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

História Geral: o Cativeiro de Avignon

Você sabe o que esse termo significa?

O Cativeiro de Avignon: um resumo sobre o tópico

O termo “Cativeiro de Avignon” aparece com frequência em diversas questões de história dos vestibulares, concursos e da prova do ENEM. Mas você sabe o que ele significa?

Para que você alcance um bom desempenho nas suas provas, o artigo de hoje trouxe um resumo sobre o termo.

O Cativeiro de Avignon: Introdução

O termo “Cativeiro de Avignon” é utilizado em referência ao período da Idade Média em que os papas da Igreja Católica foram, em sua maioria, franceses e se instalaram na cidade francesa de Avignon. O Cativeiro se inicia no ano de 1309 e termina no ano de 1378, com o início do Cisma do Ocidente.

Vale ressaltar que, até esse momento, todos os papas governavam da sede tradicional em Roma, na Itália. Porém, com as intervenções do rei francês Filipe, o Belo, a situação sofre alterações.

O Cativeiro de Avignon: Contexto Histórico

Como mencionado, o rei francês Filipe, o Belo passou a intervir fortemente, desde o início do seu mandato, nas questões da Igreja Católica.

O rei e seus apoiadores agiram de maneira decisiva para influenciar a eleição do francês Clemente V como papa, em 1305. Essa atitude, porém, não foi bem vista, uma vez que parte significativa dos papas escolhidos até então eram italianos ou de origem italiana. Ainda, Clemente não era popular na cidade de Roma por uma série de outros fatores e de outras atitudes do novo papa.

Assim, em um clima de insatisfação geral, o papa Clemente V decide transferir, em 1309, a sede do papado para a cidade francesa de Avignon, em que ele encontraria apoio e tranquilidade para governar. Inicia-se, nesse momento, o denominado Cativeiro de Avignon.

O Cativeiro de Avignon: Características

O termo “Cativeiro de Avignon” foi criado por adversários de Clemente V, ou seja, pessoas que condenavam a sua atitude de transferir a sede da Igreja Católica e as consequências da mesma. Isso porque, a partir do momento em que o “Cativeiro” se instaura, somente cardeais de origem francesa passam a assumir o cargo de papa.

Ainda, durante o período, a monarquia francesa passou a intervir diretamente nas atitudes da Igreja Católica e do papa, fato que não agradou os monarcas das demais nações europeias.

O Cativeiro de Avignon: Desfecho

O Cativeiro de Avignon conhece o seu desfecho no ano de 1378, quando, com a morte do papa francês Gregório XI, em março de 1378, os italianos decidem eleger um novo papa em Roma, mesmo sem a autorização oficial da Igreja Católica: o papa o Urbano VI. Esse evento marca o início do denominado Cisma do Ocidente.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.