Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

História Geral: a Crise do Império Romano

O império enfrentou uma forte crise

A Crise do Império Romano: aquilo que você precisa saber sobre o tema

A crise do Império Romano foi provocada por uma série de fatores, como a instabilidade política e econômica e a diminuição no número de novas conquistas.

O assunto é abordado com muita frequência por questões de história geral, principalmente dentro dos vestibulares e da prova do ENEM.

Assim, para te ajudar nos seus estudos, o artigo de hoje trouxe um resumo completo com tudo aquilo que você precisa saber sobre a crise do império romano. Confira!

A Crise do Império Romano: introdução

O século III d.C. é considerado o grande marco do início da crise e da decadência do império romano.

Apesar de o império ser considerado muito poderoso e rico, essa situação não impediu que fatores externos e internos gerassem uma crise que ocasionaria, cerca de dois séculos depois, a queda do Império Romano do Ocidente.

A Crise do Império Romano: contexto histórico e características

A partir do século III d.C., o império romano passou a controlar uma área muito extensa. Esse aspecto, que pode parecer positivo inicialmente, acabou contribuindo para a crise que afetaria todo o império. Isso porque, a partir de um determinado momento, a extensão se tornou grande demais e, com isso, os imperadores e demais figuras de autoridade passaram a encontrar muitos problemas para controlar todos os povos que viviam dentro dos territórios do império. Assim, choques culturais e religiosos passaram a ser frequentes, bem como a eclosão de revoltas. O império passou a não conseguir mais controlar todas as revoltas que aconteciam, enfraquecendo o império como um todo, principalmente em suas áreas mais periféricas.

Ainda, foi também a partir do século III que os romanos diminuíram consideravelmente o número de conquistas de novas terras. Porém, isso foi um grande problema, uma vez que era por meio da conquista militar de lugares novos e da consequente dominação sobre a população local que os romanos conseguiam escravizados, os responsáveis pela base da economia romana.

Assim, a falta de conquistas e a falta de controle sobre as áreas que já pertenciam ao império foram dois dos aspectos presentes no contexto histórico da época que contribuíram para o início da crise do império romano.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.