Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

História do Brasil: Pau-Brasil e a exploração portuguesa

O Pau-Brasil é uma árvore que foi protagonista no início da colonização portuguesa no Brasil. Por conta dela, houve a exploração de nossas terras, gerando enorme lucro à Coroa Portuguesa. 

A tomada exacerbada do Pau-Brasil pelos portugueses poderá aparecer em provas de vestibulares de todo país, assim como no Enem. Desse modo, não deixe de estudar o assunto.

Acompanhe um resumão para entender melhor o tema.

Características principais do Pau-Brasil

O Pau-Brasil é uma árvore nativa das florestas tropicais da costa do país. Seu nome científico é Caesalpinia echinata Lam. Sua localização se dá principalmente na faixa litorânea da Mata Atlântica entre o Rio Grande do Norte e Rio de Janeiro. 

Está árvore é reconhecida por ter uma madeira nobre e de tons avermelhados. Possui alto valor financeiro, fator que corrobora durante os anos de exploração. 

A árvore pode chegar até 30 metros de altura, suas flores são amarelas, contudo, destaca-se como matéria-prima um extrato do interior da madeira, que é utilizado para elaborar uma tintura avermelhada. 

Por se tratar de uma planta semidecídua, aparece em terrenos secos da Mata Atlântica. E por isso, foi umas das primeiras espécies avistadas pelos portugueses. 

Contexto histórico

No início da colonização portuguesa o Pau-Brasil sofreu grande exploração. O cenário que antes era abundante, acabou quase desaparecendo no final do século XVI. 

A exploração em larga escala começou a ocorrer em 1502, através de contratos de arrendamentos de terras, os exploradores devastaram áreas gigantescas. 

A saber, durante um longo período de tempo o Pau-Brasil era a única atividade econômica desenvolvida pelos portugueses por aqui. 

Contudo, por se tratar uma árvore de madeira nobre e de alto valor, outros europeus adentraram terras brasileiras para explorar o Pau-Brasil. 

Foi a partir daí, que começou o estabelecimento das capitanias hereditárias, contribuindo para manutenção do poder pelos portugueses na exploração do Pau-Brasil. 

Exploração pelos portugueses

A extração de forma exploratória se oficializou em 1532, principalmente após a criação das capitanias hereditárias. Nesse período, em certo ponto havia dificuldade encontrar espécie da planta, visto que práticas replantio não aconteciam.

Já no período da independência do Brasil, o império reassumiu o monopólio sobre a exploração da madeira que durou até meados do século XIX. Entretanto, nessa época o Pau-Brasil já havia se tornado uma espécie em extinção. 

Por fim, nos dias atuais, após políticas de preservação adotadas, o Pau-Brasil voltou a aparecer em todo país. Contudo, não chega nem perto da quantidade do inicio da colonização.

Não deixe de ler também – História do Brasil: O que foram as Capitanias Hereditárias 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.