Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

História do Brasil: Governo Dutra

Dutra foi o primeiro presidente eleito depois do Estado Novo

Governo Dutra: tudo aquilo que você precisa saber

O termo “governo Dutra” é utilizado em referência ao período em que Eurico Gaspar Dutra esteve na presidência do Brasil.

O tema é abordado com grande frequência pelas principais provas do país. Assim, é fundamental que você domine esse assunto.

Vamos conhecer, a seguir, as características mais relevantes do Governo Dutra.

Quem foi Eurico Gaspar Dutra?

Eurico Gaspar Dutra nasceu em  maio de 1883. Dutra estudou em algumas instituições militares, como a Escola Preparatória e Tática de Rio Pardo e a Escola Militar da Praia Vermelha.

No ano de 1946, Dutra foi eleito o 14º presidente do Brasil.      

Governo Dutra: introdução

O mandato de Dutra aconteceu entre os anos de 1946 e 1951, logo após o fim do Estado Novo, período no qual o Brasil havia sido governado por Getúlio Vargas.

Governo Dutra: antecedentes históricos

No Brasil, os anos que antecederam a posse de Dutra como presidente foram marcados por diversos conflitos. A participação do futuro presidente da República em alguns deles foi, justamente, determinante para a sua eleição.

Dutra fez parte do movimento tenentista e participou da Revolta dos 18 do Forte de Copacabana, no Rio de Janeiro. Ainda, ele também participou da Revolução Paulista de 1924 e, no ano de 1932, se posicionou contra o movimento constitucionalista, marcado pela Revolução de 1932.

Ainda, Dutra também se posicionou contra a Intentona Comunista, que aconteceu no ano de 1935.     

Historiadores afirmam, dessa maneira, que as atuações de Dutra nesses movimentos, conflitos e eventos foram fundamentais para garantir que, anos depois, ele conseguisse obter apoio para se eleger como presidente do Brasil.

Governo Dutra: características

No início do seu mandato, Dutra tinha como prioridade aprovar uma nova Constituição para substituir aquela que havia sido criada durante o Estado Novo.

Assim, no ano de 1946, Dutra e seus apoiadores promulgaram uma Carta nova para o Brasil.

Entre as diretrizes da nova Constituição estavam: a extinção da pena de morte, a garantia da liberdade religiosa, o restabelecimento das eleições diretas para presidente, governadores e o fim da censura. Podemos observar que todas essas novas leis contrariavam aquelas que haviam sido estabelecidas previamente por Vargas.

Porém, mesmo com a garantia de mais liberdade, devemos ressaltar que o Partido Comunista, por exemplo, foi declarado ilegal. Ainda, Dutra ordenou também que todos os sindicatos fossem fechados.

Apesar disso, muitas melhorias foram realizadas no país, como, por exemplo, a construção de uma rodovia de ligação entre os estados de São Paulo e do Rio de Janeiro e a criação da Companhia Elétrica do São Francisco.   

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.