Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

A Revolução de 1932: importante para vestibulares paulistas!

A Revolução de 1932: importante para vestibulares paulistas!

Se você pretende prestar algum vestibular ou até mesmo algum concurso público, é essencial que você domine esse assunto.

E é por isso que no artigo de hoje você vai encontrar um resumo sobre as principais características desse revolução tão importante para o estado de São Paulo.

A Revolução de 1932: definição

A revolução de 1932 também ficou conhecida como Revolução Constitucionalista de 1932. Ela foi uma revolta que ocorre no estado de São Paulo durante o governo de Getúlio Vargas, ou seja, no século XX.

O seu segundo nome vem do fato de que os paulistas exigiam uma nova Constituição para o país.

O movimento se iniciou no dia 9 de julho de 1932 e durou praticamente quase quatro meses.

A Revolução de 1932: antecedentes históricos

São Paulo já era um estado importante do país em 1930, quando Vargas tomou o poder.

Porém, o cenário político começou a ficar conturbado quando Getúlio passou a acumular poderes, com um Congresso fechado e sem uma oposição declarada.

Além disso, deveriam ter sido convocadas eleições presidenciais e uma nova Assembleia Nacional Constituinte para promulgar uma nova Constituição. Mas isso não aconteceu e as elites de São Paulo ficaram cada vez mais incomodadas.

Vargas também começou a nomear interventores para governar os estados do país. Porém, esses homens governavam de acordo com o interesse do governo federal: e isso incomodou muito São Paulo, especialmente após a nomeação de um interventor em seu estado também.

Em 23 de maio de 1932, uma manifestação aconteceu no centro da cidade de São Paulo. Porém, as forças de Vargas reagiram e mataram quatro estudantes: Mário Martins Almeida, Euclides Miragaia, Dráusio Marcondes de Sousa e Antônio Camargo de Andrade. Esse fato consolidou o apoio da classe média paulista à causa constitucionalista e os sobrenomes dos meninos foram usados par criar a sigla MMDC, símbolo da revolução de 32.

A Revolução de 1932: consequências

A revolução foi derrotado nos campos de batalha, porém atingiu o seu objetivo principal: em 1934, uma nova Constituição foi promulgada por Getúlio Vargas.

 

 

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.