Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Governo pode criar novo bônus de até R$ 300. Veja quem receberia

De acordo com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, a ideia é que novo bônus tenha como foco os jovens desempregados

O Governo Federal está preparando neste momento a criação de mais um bônus. A ideia é pagar parcelas de R$ 200 e até de R$ 300 para jovens que não estão nem trabalhando e nem estudando neste momento. São os chamados nem-nem. O objetivo é fechar parcerias com as empresas para isso.

Quem falou sobre esse assunto foi o próprio Ministro da Economia, Paulo Guedes. Em entrevista para o jornal O Globo, ele disse que a ideia é encontrar empresas que estejam dispostas a entregar programas de capacitação para esses jovens. Aí o próprio Governo pagaria esse bônus para quem quisesse participar.

De acordo com Guedes, a Microsoft seria a primeira empresa a participar do projeto. Segundo ele, a gigante de tecnologia já teria oferecido algo em torno de 5 milhões de cursos. Em tese, portanto, o Governo já teria, pelo menos, essas vagas disponíveis para o programa ainda este ano.

Guedes não deixou claro, no entanto, qual seria a fonte de recursos para esse projeto. Ele disse apenas que o Governo Federal vai colocar esse programa em ação com o objetivo de aumentar o nível de emprego no país. Não se sabe ao certo quanto o Palácio do Planalto poderia acabar gastando com esses pagamentos.

Hoje, de acordo com o próprio Paulo Guedes, o Governo estaria concentrando todas as suas forças no novo Bolsa Família. O programa, que, aliás, deve passar a se chamar Auxílio Brasil, deve entrar em cena a partir do próximo mês de novembro. Pelo menos é isso o que se sabe até aqui.

Bônus para jovens

Embora não fale da fonte desta renda, Paulo Guedes deixou claro na entrevista que o programa vai sair do papel. Ele disse que essa seria uma maneira de fazer essas pessoas saírem de casa para procurar trabalho.

“Da mesma forma que você dá R$ 200 para uma pessoa que está inabilitada para receber o Bolsa Família, por que não pode dar R$ 200 ou R$ 300 para um jovem nem-nem?”, questionou o Ministro na entrevista para o jornal o Globo.

“Ele nem é estudante nem tem emprego. É um dos invisíveis. Por que eu não posso dar R$ 200 ou R$ 300? Estou pagando para uma empresa treiná-lo. Eu vou dar R$ 300”, completou o chefe da pasta econômica.

Prorrogação do Auxílio

Nesta mesma entrevista, Paulo Guedes voltou a falar sobre a questão da prorrogação do Auxílio Emergencial. De acordo com ele, essa possibilidade existe. Ele disse isso em um momento em que várias pessoas estão pedindo por mais meses de pagamentos.

“Isso pode acontecer. Tem recursos já separados para isso. O que a gente sabe é que quando ele acabar, ele tem que aterrissar no Bolsa Família mais robusto e permanente. Tem que ser bem financiado”, disse ele.

Oficialmente, o que se sabe agora é que o Auxílio Emergencial deverá chegar ao fim no próximo mês de outubro. No entanto, como disse o próprio Ministro da Economia, o programa pode acabar tendo mais alguns meses pela frente.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.