Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Financiamento de veículos usados tem alta de 4,6% em 1 ano

A B3 divulgou dados que mostram que em agosto de 2021, 527 mil veículos foram financiados no Brasil, isso representa 23 mil veículos a mais do que no mesmo mês em 2020, uma alta de 4,6% no período. Essa alta foi graças ao segmento de veículos usados, tendo em vista que a venda de modelos novos ainda está impactada pela queda na produção por conta da falta de materiais.

De acordo com dados da B3, a quantidade de financiamentos de veículos usados cresceu 9,7% em agosto. Por outro lado, o de veículos novos teve diminuiu 6,4% considerando o mesmo mês.

A redução no número de financiamentos de modelos novos, segundo a B3, é reflexo da diminuição das vendas que ainda estão sendo muito afetadas pela escassez mundial de semicondutores.

Se forem considerados apenas veículos leves, a diminuição no número de financiamentos de modelos novos foi ainda maior quando comparado com agosto de 2020, a queda registrada foi de 19,7%. Já no segmento de veículos pesados, houve um aumento no número de vendas a crédito de veículos novos, enquanto a alta desse setor foi de 33,6%, o de modelos novos cresceu 55,1% no mesmo período.

“Apesar do aumento nos números gerais, permanece a tendência de queda na compra de novos e aumento de financiamentos de veículos usados, principalmente para autos leves com maior tempo de uso”, afirmou Tatiana Masumoto Costa, superintendente de Planejamento da B3.

Escassez mundial de semicondutores

Semicondutores basicamente são chips e microchips que são utilizados na produção industrial no mundo todo. A pandemia de covid-19 causou um aumento muito rápido na demanda por estes componentes, o que provocou uma escassez global, prejudicando assim desde o setor automotivo até a produção de smartphones.

A escassez mundial de chips está impactando a produção da indústria mundial. Desde a cadeia automotiva à produção de smartphones, esses dispositivos são imprescindíveis para o produto final.

Segundo a associação da indústria de semicondutores da China, a falta de chips atual é até então sem precedentes. A venda dos chips cresceu 18% no ano de 2020 no país. “É preciso lembrar que em 1999 houve uma crise semelhante nesta indústria, mas era muito menor”, disse Zhou Zixue, funcionário sênior da Associação da Indústria de Semicondutores da China (CSIA).

A Samsung, uma empresa coreana que atua na área da tecnologia da informação, afirmou que a escassez de semicondutores, ou chips como são popularmente chamados, está causando um sério desequilíbrio. A empresa já havia alertado que estava lutando para conseguir atender aos pedidos de chips para seus próprios produtores e para outras empresas.

Financiamento de veículos acumula alta de 20,4% no ano

Ainda segundo os dados da B3, no acumulado do ano até o mês de agosto foram vendidos sob financiamento 4 milhões de veículos, tanto novos quanto usados. Isso representa 671 mil a mais que nos 8 primeiros meses do ano passado, correspondendo a uma alta de 20,4% no período.

A B3 opera o SNG( Sistema Nacional de Gravames), que é a maior base privada do país, nela estão reunidos cadastros das restrições financeiras de veículos, dados como garantia em operações de crédito no Brasil inteiro.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.