Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Fim do auxílio de R$300: Veja quais serão os impactos econômicos gerados

A Caixa Econômica Federal informou que mais de 65 milhões de brasileiros foram aprovados para receber o auxílio emergencial, disponibilizado pelo Governo Federal durante a pandemia de Covid-19.

No entanto, o pagamento do benefício será encerrado nesta terça-feira (29) e, possivelmente, não será prorrogado.

Apesar da afirmação do governo sobre não possuir fundos suficientes para manter o auxílio emergencial, muitos brasileiros ainda não se reestruturaram, o que influencia diretamente na economia do país.

“Essa realidade, muito que provável, irá influenciar no aumento da pobreza, visto que a pandemia ainda não acabou, muitas empresas ainda estão cortando gastos, incluindo funcionários e a limitação de trabalhos informais ainda continua”, disse Caio Mastrodomenico, CEO da Vallus Capital, fintech de fomento mercantil.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de desemprego subiu para 14,6% entre julho e setembro, em razão da crise causada pelo coronavírus. Entende-se, portanto, que os desempregados sobreviveram apenas com o auxílio emergencial do governo.

“Os comércios varejistas, mercados, e restaurantes, também serão atingidos, já que com o esse apoio que foi oferecido pelo governos desde março, às pessoas conseguiam manter pelo menos as compras básicas, fazendo com que esses estabelecimentos conseguissem sobreviver, mesmo que com pouco faturamento. Logo, isso se tornará uma bola de neve”, explica o CEO.

“É importante que todos estejam preparados para as mudanças e dificuldades que virão a seguir, até que o governo consiga achar uma solução rápida para os impactos econômicos que serão gerados no próximo ano”, conclui o CEO ao afirmar as dificuldades futuras em decorrência do fim do auxílio emergencial.

Quantas parcelas irei receber?

A quantidade total de parcelas que o cidadão terá direito vai depender de quando ela começou a receber o auxílio. O máximo são nove parcelas, sendo as cinco primeiras de R$ 600 e as quatro últimas de R$ 300.

  • Quem recebeu a 1ª parcela em abril: 9 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª parcela em maio: 8 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª parcela em junho: 7 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª parcela em julho: 6 parcelas
  • Quem recebeu a última parcela de R$ 600 em agosto: vai receber 4 parcelas de R$ 300 nos meses de setembro, outubro, novembro e dezembro;
  • Quem recebeu a última parcela de R$ 600 em setembro: vai receber 3 parcelas de R$ 300 nos meses de outubro, novembro e dezembro;
  • Quem recebeu a última parcela de R$ 600 em outubro: vai receber 2 parcelas de R$ 300 nos meses de novembro e dezembro;
  • Quem recebeu a última parcela de R$600 em novembro: vai receber apenas 1 parcela de R$ 300, em dezembro.

Calendário

Para inscritos no Bolsa Família 

  • NIS final 1 – 10 de dezembro (quinta-feira)
  • NIS final 2 – 11 de dezembro (sexta-feira)
  • NIS final 3 – 14 de dezembro (segunda-feira)
  • NIS final 4 – 15 de dezembro (terça-feira)
  • NIS final 5 – 16 de dezembro (quarta-feira)
  • NIS final 6 – 17 de dezembro (quinta-feira)
  • NIS final 7 – 18 de dezembro (sexta-feira)
  • NIS final 8 – 21 de dezembro (segunda-feira)
  • NIS final 9 – 22 de dezembro  (terça-feira)
  • NIS final 0 – 23 de dezembro  (quarta-feira)

Para quem não é cadastrado no Bolsa Família 

Ciclo 6 – Depósitos

  • 13 de dezembro: nascidos em janeiro
  • 13 de dezembro: nascidos em fevereiro
  • 14 de dezembro: nascidos em março
  • 16 de dezembro: nascidos em abril
  • 17 de dezembro: nascidos em maio
  • 18 de dezembro: nascidos em junho
  • 20 de dezembro: nascidos em julho
  • 20 de dezembro: nascidos em agosto
  • 21 de dezembro: nascidos em setembro
  • 23 de dezembro: nascidos em outubro
  • 28 de dezembro: nascidos em novembro
  • 29 de dezembro: nascidos em dezembro

Ciclo 6 – Saques e transferências

  • 19 de dezembro: nascidos em janeiro
  • 19 de dezembro: nascidos em fevereiro
  • 4 de janeiro 2021: nascidos em março
  • 6 de janeiro 2021: nascidos em abril
  • 11 de janeiro 2021: nascidos em maio
  • 13 de janeiro 2021: nascidos em junho
  • 15 de janeiro 2021: nascidos em julho
  • 18 de janeiro 2021: nascidos em agosto
  • 20 de janeiro 2021: nascidos em setembro
  • 22 de janeiro 2021: nascidos em outubro
  • 25 de janeiro 2021: nascidos em novembro
  • 27 de janeiro 2021: nascidos em dezembro
Avalie o Texto.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

2 Comentários
  1. João Vicente rezende Diz

    É complicado pois tenho 55 anos fui demitido em abril e até agora não consigo outro emprego pois minha idade não ajuda ,quem está segurando tudo e minha esposa que trabalha como autônoma,e vergonhoso para um homem ser sustentado pela mulher peço ajuda alguém ver este depoimento me ajude tenho muita disposição para trabalhar já tive vontade de sair de casa pois não consigo emprego para ajudar em casa isso me deixa muito mau tenho dois filhos para cuidar e contas a pagar que já estão atrasadas pois ou a comida ou as contas tenho vários cursos de brigadista, vigilante,e outros mas parece que por eu ter 55 anos acham que sou velho de mais pois estão enganados tenho disposição de um jovem de 30 anos pessoa uma oportunidade a quem ler essa mensagem obrigado que Deus te abençoe 🙏

  2. Lucinda Silva dos Santos Gomes Diz

    O auxílio estava me ajudando muito pois fiquei sem trabalhar na pandemia pois sou diarista

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.