Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Entenda como funcionaria o crédito consignado do Bolsa Família

De acordo com informações da imprensa, Governo está pensando em criar um crédito consignado dentro do Bolsa Família

O Governo Federal ainda não fechou todos os detalhes sobre o novo Bolsa Família. Um dos pontos que ainda está em discussão é a possibilidade de criação de um crédito consignado para o programa. Isso ainda não é uma questão fechada, mas alguns membros do Ministério da Economia dão a medida como quase certa.

De acordo com informações da imprensa, a ideia é permitir que os beneficiários do Bolsa Família tirem empréstimos. Então essas pessoas poderiam receber muito dinheiro de uma só vez. Não está claro se haveria um limite para esse montante. O Governo tende a divulgar esses detalhes em breve.

Depois de tirar esse empréstimo, a cobrança viria em forma de desconto nos próprios pagamentos do novo Bolsa Família. O limite seria de 30% do valor que a pessoa ganha. Então se alguém recebe R$ 200 no programa, o Governo só poderia descontar até R$ 60 por mês daquela conta.

E os descontos seguiriam mensalmente até completar o valor total do empréstimo em questão. É portanto um sistema muito semelhante ao que acontece hoje com os aposentados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A diferença é que o desconto deles é feita mensalmente na aposentadoria.

Como dito, ainda não há uma definição sobre isso. A ideia do Palácio do Planalto é que as pessoas pudessem usar esse empréstimo para conseguir abrir negócios e abrir caminho para que se firmem financeiramente. Assim, esses usuários poderiam acabar nem precisando mais do dinheiro do Bolsa Família em um futuro próximo.

Novo Bolsa Família

O Presidente Jair Bolsonaro deverá fazer uma declaração para dar mais detalhes sobre este novo Bolsa Família. De acordo com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, isso deve acontecer até, no máximo, essa sexta-feira (2).

Falta saber, por exemplo, qual será o valor médio desse novo programa. De acordo com Bolsonaro, a média de pagamentos seria de R$ 300. No entanto, dentro do Ministério da Economia acredita-se que seria impossível pagar isso tudo.

Além dessa indecisão, falta saber também quantos brasileiros poderiam se tornar novos beneficiários do projeto. Hoje, de acordo com o Ministério da Cidadania, cerca de 14 milhões de pessoas recebem o dinheiro do Bolsa Família.

Auxílio Emergencial

Nessa declaração, Bolsonaro também deverá dar mais detalhes sobre a prorrogação do Auxílio Emergencial. Hoje o que se sabe oficialmente é que o programa vai fazer pagamentos até o próximo mês de julho.

No entanto, o próprio Ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o Governo deverá prorrogar o benefício por mais dois ou três meses a depender do desenvolvimento da pandemia do novo coronavírus no Brasil.

O Presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) disse que o Governo Federal precisa ter mais pressa para divulgar todos esses pontos. Ele lembrou que o Congresso não vai ter muito tempo para aprovar todas essas propostas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.