Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Enem adiado? Presidente do Inep confirma que a prova está garantida

Demissão em massa de coordenadores da autarquia deixou participantes preocupados

Em plenária na Câmara de Deputados em Brasília ontem (10), o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Danilo Dupas Ribeiro, descartou a  possibilidade de riscos em relação ao Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

Os pedidos de demissão em massa de 37 funcionários com cargos ligados à logística e ao desenvolvimento da aplicação do exame ocasionou uma grande preocupação na população, principalmente nos que prestarão a prova marcada para os dias 21 e 28 deste mês.

Em sua fala, Dupas reforçou que as realizações do ENEM estão garantidas, levando em conta que as fases preparatórias se concluíram. “As provas estão prontas, e as equipes já foram capacitadas. Está tudo certo, não se preocupem”, afirmou o presidente do Inep.

Aos parlamentares da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, Dupas disse que conversará com os representantes da Associação dos Servidores do Inep no fim da tarde da última quarta-feira. A pauta, nesse caso, será as denúncias de assédio moral feita pelos servidores.

Mesmo com as declarações do presidente do Inep, vários deputados manifestaram preocupação com as denúncias, com a possibilidade de prejuízos nos exames, principalmente no ENEM, e com a continuidade das ações do Inep.

Dupas afirmou, ainda, que as outras avaliações conduzidas pela autarquia, como o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) marcado para 14/11 e o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos (Revalida) com previsão de ocorrer em 18/12, seguirão o cronograma já estabelecido anteriormente. 

Demissão em massa mostra insatisfação de servidores que trabalham no ENEM

Até a última segunda-feira (8), um total de 37 funcionários pediram demissão conjunta, seja por exoneração ou por dispensa do cargo em comissão ou função comissionada. Os pedidos estão registrados no Sistema Eletrônico de Informações (SEI).

Os funcionários da autarquia atribuíram os pedidos de demissão à “fragilidade técnica e administrativa da atual gestão máxima do Inep”. Além disso, afirmaram que suas decisões não se tratam de nenhuma posição ideológica ou de cunho sindical.

O Ministério da Educação (MEC) confirmou que o cronograma do ENEM 2021 se mantém e não a saída dos servidores do Inep. Ainda conforme a pasta, as avaliações já se encontram com a empresa responsável pela aplicação nos dias 21 e 28 deste mês.

Não esqueça de deixar seu comentário e conferir mais informações sobre o ENEM e outros vestibulares.

Avalie o Texto.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.