Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Emissão de metano: impactos no meio ambiente e na saúde humana

Entenda sua participação no efeito estufa

O metano (símbolo químico CH4) é um gás incolor e inodoro composto por um átomo de carbono e quatro átomos de hidrogênio. É um potente gás de efeito estufa; quando emitido, ele permanece na atmosfera e afeta o clima da Terra. É a segunda maior causa do aquecimento global depois do dióxido de carbono.

Os humanos aumentaram a quantidade de metano na atmosfera em cerca de 150% desde 1750. A extração de combustíveis fósseis como petróleo, gás e carvão é a maior fonte de emissões de metano. Os humanos também aumentaram as emissões de metano por meio de práticas agrícolas intensivas, produção de gado e eliminação de resíduos.

De onde vem o metano?

Ao longo de milhões de anos, grandes quantidades de matéria orgânica de plantas e animais, tanto no mar quanto na terra, ficam presas em sedimentos e são gradualmente comprimidas e empurradas para dentro da terra. A pressão e o calor causam uma ruptura molecular que produz metano termogênico.

O metano biogênico, por outro lado, é produzido por microrganismos em ambientes anóxicos (sem oxigênio) que decompõem a matéria orgânica em um processo denominado fermentação, que produz metano.

Ambientes anóxicos incluem pântanos, como lagos, pântanos e turfeiras. Micróbios dentro do sistema digestivo de animais e humanos também produzem metano, que é liberado pela “passagem de gás” e arrotos.

De acordo com a NASA, cerca de 30% das emissões de metano vêm de pântanos. A extração de petróleo, gás e carvão respondem por outros 30%. Agricultura, especialmente pecuária, cultivo de arroz e manejo de resíduos constituem 20%. Os 20% restantes vêm de uma combinação de fontes menores, incluindo o oceano, queima de biomassa, permafrost e – espere – cupins.

O gás natural constitui a maior fonte antropogênica de emissões de metano e é liberado durante a extração de petróleo e gás. Os reservatórios de petróleo e gás, que muitas vezes ocorrem juntos, existem milhares de metros abaixo da superfície da Terra. Para alcançá-los, é necessário cavar poços no fundo do solo. Depois de extraídos, o óleo e o gás são movidos por gasoduto.

O metano tem muitos usos benéficos. O gás natural é usado para aquecimento, cozinha, como combustível alternativo para alimentar alguns carros e ônibus e na fabricação de produtos químicos orgânicos.

Uma década atrás, a indústria promoveu o gás natural como um “combustível de ponte” mais limpo para ajudar na transição do petróleo. Mas, embora emita menos no ponto de combustão, o gás natural produz pelo menos tantas emissões de gases de efeito estufa quanto outros combustíveis fósseis ao longo de todo o seu ciclo de vida, devido a vazamentos generalizados.

Impacto no meio ambiente

Gases de efeito estufa como o metano permanecem na atmosfera da Terra, permitindo a passagem da luz solar, mas prendendo o calor. Ao aumentar as concentrações de gases de efeito estufa na atmosfera, os humanos estão causando o aquecimento global.

Embora o metano constitua uma porção muito menor dos gases de efeito estufa em geral do que o dióxido de carbono e se decomponha após cerca de 10 anos, ele tem um impacto poderoso.

O metano é cerca de 28 vezes mais potente que o dióxido de carbono. Depois de cair no início dos anos 2000, os níveis de emissão de metano subiram subsequentemente por causa das operações de combustível fóssil e da produção de alimentos, à medida que as pessoas consumiam mais carne.

Impacto na saúde humana

Além dos impactos indiretos relacionados ao clima, as emissões de metano afetam adversamente a qualidade do ar. O metano e outros hidrocarbonetos do gás natural combinam-se com os óxidos de nitrogênio para formar a poluição do ozônio. O ozônio ao nível do solo, também conhecido como poluição atmosférica, agrava doenças respiratórias como asma e bronquite crônica.

Estudos também relacionaram a perfuração com gás natural com a contaminação da água potável tão séria que a água das torneiras nas casas perto das operações de perfuração pode pegar fogo devido aos altos níveis de metano. Embora pesquisas limitadas indiquem que o metano não é prejudicial para beber, ele pode causar explosões e se acumular em espaços fechados.

E então, o que achou do artigo?

Não deixe de ler também – Agricultura animal é a principal fonte de poluição do ar

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.