Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Pernambuco prorroga suspensão das aulas presenciais

O plano final de retomada, válido para os ensinos básico e superior, além dos cursos livres, deve ser divulgado nos próximos dias pela Secretaria Estadual de Educação e Esportes

O governo de Pernambuco prorrogou até 15 de agosto a suspensão das aulas presenciais em todas as instituições de ensino do estado, segundo divulgado pelo jornal Diário de Pernambuco. O plano final de retomada, válido para os ensinos básico e superior, além dos cursos livres, deve ser divulgado nos próximos dias pela Secretaria Estadual de Educação e Esportes.

Por conta da Covid-19, as aulas no estado foram suspensas em 18 de março. Em abril, os estudantes da rede pública passaram a assistir às aulas de forma remota pela plataforma Educa-PE, que também faz transmissões pela TV aberta.

No último dia 15, o governo estadual já havia divulgado um protocolo que escolas, faculdades, universidades e cursos livres deveriam seguir para voltar às atividades presenciais. O plano prevê medidas de distanciamento social e de proteção e prevenção, como o uso obrigatório de máscara e aferição de temperatura na entrada.

À época do lançamento do protocolo, ainda segundo o Diário de Pernambuco, o secretário estadual de Educação e Esportes, Fred Amancio, já havia adiantado que o calendário escolar poderia se estender até o próximo ano.

“Alguns conteúdos que a gente não consiga avançar em 2020 poderão ser objeto de trabalho, de olhar diferenciado, em 2021”, disse. “O tempo que vai ser necessário para a conclusão do ano letivo está diretamente relacionado à data de retomada. Se necessário, vamos avaliar a necessidade de ampliar até janeiro, fevereiro.”

Particulares se dizem ‘prontas’

 

Na última segunda-feira (27), em carta direcionada à população pernambucana, o Sinepe-PE (Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de Pernambuco) disse que as escolas particulares já estão prontas para retomar as atividades presenciais.

A entidade propôs um retorno gradual, iniciando com as turmas da educação infantil ao primeiro ano do ensino fundamental, e do nono ano ao ensino médio. Depois, chegariam os alunos do segundo ao quinto ano e, finalmente, na terceira semana, os sexto, sétimo e oitavo anos do fundamental.

“Considerando a diversidade das curvas epidemiológicas em Pernambuco, admite-se que o cronograma de reabertura possa ser regionalizado e híbrido, com aulas presenciais e online, de acordo com a situação epidemiológica do município ou da microrregião do estado. Em respeito à posição de cada família, os estudantes poderão permanecer no sistema remoto, se assim desejarem”, completou. Fonte: UOL Educação

Leia Também:

PENSAR CURSOS brasil 123

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?