Economia: pontos relevantes sobre a condução da política monetária atual

Confira pontos importantes sobre a economia atual e sobre a condução da política monetária atual, segundo o Copom!

Segundo o Banco Central do Brasil (BCB), a avaliação oficial do Comitê de Política Monetária (Copom) reflete a visibilidade abaixo do normal do cenário prospectivo, que eleva a incerteza das projeções pontuais comunicadas pelo Comitê em horizontes mais longos.

Economia: pontos relevantes sobre a condução da política monetária atual

O Comitê de Política Monetária (Copom) antecipa que, caso se materialize o cenário alternativo de manutenção da desoneração tributária sobre combustíveis em 2023, voltará a enfatizar os horizontes típicos que incluam o primeiro trimestre de 2023. 

No entanto, o Comitê de Política Monetária (Copom) avalia que não haverá impactos relevantes sobre a condução da política monetária, uma vez que os efeitos primários de tais medidas já estão sendo desconsiderados, segundo o Banco Central do Brasil (BCB).

Dados e expectativas

O Comitê de Política Monetária (Copom) iniciou sua discussão pela evolução do amplo conjunto de dados acompanhados, das projeções, das expectativas de inflação, do hiato do produto e do balanço de riscos. 

A inflação de serviços apresentou alguma moderação, mas segue em níveis elevados, e o Comitê avalia que o processo de desinflação de tal componente ficará mais claro ao longo do tempo. 

Por fim, com relação ao hiato do produto, o Comitê observou uma redução no grau de ociosidade no terceiro trimestre, em função de revisões de dados e divulgações de variáveis domésticas, mas avalia que o hiato deve abrir ao longo do horizonte relevante.

Sobre a manutenção da taxa Selic

O Comitê de Política Monetária (Copom) optou pela manutenção da taxa de juros, reforçando a necessidade de avaliação, ao longo do tempo, dos impactos acumulados a serem observados do intenso e tempestivo ciclo de política monetária já empreendido. 

Assim, o Comitê avaliou que, diante dos dados divulgados, projeções, expectativas de inflação, balanço de riscos e defasagens dos efeitos da política monetária já em território significativamente contracionista, era apropriado manter a taxa de juros no patamar de 13,75% ao ano.

Vigilância e processo de desinflação

O Comitê de Política Monetária (Copom) reforçou que é necessário manter a vigilância, avaliando se a estratégia de manutenção da taxa básica de juros por um período suficientemente prolongado será capaz de assegurar a convergência da inflação.

O Comitê reforça que irá perseverar até que se consolide não apenas o processo de desinflação como também a ancoragem das expectativas em torno de suas metas. O Comitê de Política Monetária (Copom) enfatiza que não hesitará em retomar o ciclo de ajuste caso o processo de desinflação não transcorra como esperado, conforme destaca o Banco Central do Brasil (BCB).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.