Disponível novo crédito para cidadãos com NIS 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8 e 9. Confira

Disponível novo crédito para cidadãos com NIS 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8 e 9. Confira

Novo crédito já está sendo procurado por vários usuários que fazem parte do Cadúnico. Veja o que se sabe sobre o saldo

Um dos assuntos que vem gerando mais expectativa entre os brasileiros, o novo crédito do governo federal para cidadãos que fazem parte do Cadúnico já está repercutindo nas redes sociais. A medida em questão foi anunciada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em evento recente.

O crédito é uma das medidas anunciadas dentro do sistema do programa Acredita. No lançamento do novo benefício, o ministro do Desenvolvimento Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias (PT), disse que a ideia é ajudar justamente a população mais pobre.

“O Programa Acredita é a chave para abrir as portas para um futuro de oportunidades ilimitadas. Acreditamos no potencial empreendedor do povo brasileiro e estamos aqui para apoiá-lo a realizar seus sonhos”, disse o ministro no momento do lançamento.

“Voltamos a governar esse país para transformá-lo em um definitivamente desenvolvido. Queremos um país que tenha uma classe média sustentável e esse programa dá um pontapé extraordinário, que é colocar dinheiro na mão do povo”, afirmou Lula.

Disponível novo crédito para cidadãos com NIS 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8 e 9. Confira
Presidente Lula no lançamento do programa Acredita. Imagem: Governo Federal

Como funciona o crédito

O crédito em questão foi batizado de Acredita no Primeiro Passo. Como dito, este é um sistema direcionado para as pessoas que fazem parte do Cadúnico. Trata-se de uma lista do governo federal que reúne os nomes das pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

De uma maneira geral, o crédito será oferecido a partir de taxas de juros menores do que a média atual do mercado. A ideia é que estas pessoas mais pobres peguem o dinheiro e usem para empreender, o que poderia fazer com que as suas rendas sejam elevadas.

“O conjunto de medidas vai beneficiar milhões de brasileiros, especialmente aqueles que estão em situação de vulnerabilidade social. Estima-se que 4,6 milhões de pessoas do CadÚnico já empreendem formalmente e 14 milhões desejam abrir seus negócios”, diz o governo federal.

Quem poderá ser atendido pelo crédito

Segundo informações do governo federal, o novo crédito poderá ser solicitado por:

  • famílias de baixa renda inscritas no Cadastro Único;
  • trabalhadores informais
  • pequenos produtores rurais que acessam PAA (Programa de Aquisição de Alimentos), Fomento Rural que empreendem ou querem empreender.

Ainda não há uma data para o início da liberação do dinheiro. O que se sabe é que a projeção do governo federal é começar os depósitos a partir do próximo mês de julho. O programa não deve ter validade, ou seja, as solicitações permanecerão abertas por tempo indeterminado.

Fundo de garantia 

Para este ano de 2024, o governo federal reservou uma fonte de R$ 500 milhões em recursos como garantia para os financiamentos. Este valor deverá ser realocado do Fundo Garantidor de Operações (FGO) do Desenrola.

Este saldo servirá como uma garantia ao credor. Funciona assim: a empresa empresta o dinheiro, e o cidadão que solicita precisa pagar depois. Mas mesmo que este cidadão não pague o valor, entra em cena o fundo garantidor que vai permitir que o credor receba o saldo do mesmo jeito.

Como as empresas terão a garantia de pagamento, seja por meio do cidadão, ou por meio do governo, é natural que se espere que a linha de crédito tenha uma taxa de juros notadamente menor, sobretudo quando se compara com a atual média do mercado.

“Banco não foi preparado para receber pobre, não está preparado para receber pessoas que não chegam de terno e gravata. O que estamos fazendo é criando condições para que, independentemente da origem social e do negócio, as pessoas tenham direito de ter acesso a um sistema financeiro e pegar um crédito”, disse o presidente Lula no evento de lançamento do crédito.

Em caso de dúvidas específicas sobre a sua situação, a dica é procurar um Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) mais próximo do seu endereço.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.