Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

NOVO grupo é liberado a sacar auxílio de R$300 HOJE

O cronograma foi iniciado no dia 17 de setembro, com o pagamento sendo feito para os beneficiários do Bolsa Família. Os valores continuarão sendo pagos até o dia 30.

O Governo Federal liberou o novo calendário de pagamento do auxílio emergencial de R$ 300. Mães chefes de família recebem R$ 600 por parcela.

O cronograma foi iniciado no dia 17 de setembro, com o pagamento sendo feito para os beneficiários do Bolsa Família. Os valores continuarão sendo pagos até o dia 30.

Assim como nos calendários anteriores para beneficiários do Bolsa Família, o pagamento segue de acordo com o último dígito do Número de Identificação Social (NIS). Nesta segunda-feira, 28 de setembro, a liberação ocorre para quem tem NIS terminado em 8.

O auxílio emergencial e o Bolsa Família não são benefícios cumulativos. Ou seja, o beneficiário dos dois recebe apenas o que tem pagamento maior. Até agora, foi divulgada apenas a data de pagamento para esse grupo. Os beneficiários que fizeram cadastro pelo site ou pelo app ou inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) ainda não tiveram os detalhes do calendário divulgados.

Veja abaixo o calendário completo da sexta parcela de pagamento do auxílio emergencial para beneficiários do Bolsa Família. O pagamento é de R$ 300 – ou de R$ 600, para mães chefes de família.

  • 17 de setembro: NIS de final 1
  • 18 de setembro: NIS de final 2
  • 21 de setembro: NIS de final 3
  • 22 de setembro: NIS de final 4
  • 23 de setembro: NIS de final 5
  • 24 de setembro: NIS de final 6
  • 25 de setembro: NIS de final 7
  • 28 de setembro: NIS de final 8
  • 29 de setembro: NIS de final 9
  • 30 de setembro: NIS de final 0

Auxílio prorrogado até dezembro

O presidente Jair Bolsonaro anunciou a prorrogação do auxílio emergencial por quatro meses no valor de R$ 300. A extensão do auxílio foi oficializada por meio de medida provisória e terá que ser aprovada por deputados e senadores no Congresso Nacional.  

“Não é um valor o suficiente muitas vezes para todas as necessidades, mas basicamente atende. O valor definido agora há pouco é um pouco superior a 50% do valor do Bolsa Família. Então, decidimos aqui, até atendendo a economia em cima da responsabilidade fiscal, fixá-lo em R$ 300”, disse Bolsonaro. 

Neste ano, o Executivo depositou cinco parcelas de R$ 600 para os beneficiários do auxílio, visando ajudar os brasileiros de baixa renda, trabalhadores informais, MEIs, autônomos e desempregados.   

O presidente Jair Bolsonaro já havia informado sobre a redução do valor do benefício e argumenta que, se o valo pode parecer pouco para os brasileiros afetados pela pandemia, “é muito para quem paga, no caso, o Brasil”.  

De acordo com cálculos feitos pela equipe econômica, o custo mensal do benefício foi de R$ 50 bilhões por mês durante a primeira fase do programa. 

Veja também: Auxílio de R$ 300: Governo usará ferramenta para restringir pagamento do benefício

Leia Também:

5 Comentários
  1. Cleiton Diz

    O auxílio emergêncial foi um tiro na Lua. Receber dinheiro sem trabalhar é algo inédito. Parabéns

  2. Marcia Diz

    Sou cega de um olho estou esperando o transplante de córnea não posso arrumar trabalho por que força o olho e da úlcera tive que sair do meu trabalho por causa disso tenho depressão tenho bipolar fiz meu cadastro em abril mas foi negado só foi aprovado no final de julho e agora não vou receber as parcelas de r$ 300 isso foi um erro se vocês e agora eu que pago o pato e não recebo sou sozinha não tenho ajuda nenhuma se eu pudesse trabalhar ou fizesse rápido esse transplante de córnea já estaria trabalhando estou esperando há 1 ano e 4 meses aí fizesse cirurgia eu gosto muito de trabalhar eu ia trabalhar e não precisaria desse auxílio só estou pegando mesmo porque preciso muito é isso que está me sustentando sou grata por isso mas não acho justo vocês errarem eu tenho que contestar e depois não receber tudo porque o erro não foi meu boa tarde

  3. Maria Lindelma Diz

    Estou aguardando a data da minha primeira parcela, já tá com mais de 10 dias e nada, levou um bom tempo para sair de análise e agora que foi aprovado lá estou eu de novo a esperar.

  4. Antônio correria de Araújo Diz

    Bom dia GENTE SAIU O CALENDARIO DO ABONO DE DOIS MIL REAIS QUEM NASCEU EM JANEIRO RECEBE DIA 19 DE SETEMBRO E ASSIM VAI ATÉ O FINAL DE OUTUBRO VAMOS NA CAIXA NÃO TEM NADA TALVEZ SEJA SO PRA MÃE DESSE BANDIDOS QUE PUBLICOU DO PRA CHAMAR O APOSENTADO DE BESTA MAIS NINGUÉM E TÃO BESTA ASSIM SEU IDIOTAS A ELEIÇÕES VEM AI VAMOS DA O TROCO

  5. Walmir Diz

    Só lembrando que o mês de setembro está no seu final ou seja praticamente chegou ao fim de nada do pagamento da 6° (sexta parcela) da prorrogação do auxílio emergencial dos 600 reais que passou a ser 300 reais o mês já está no seu final, e se passar extrapola o que seria 4 parcelas , não será mais, porque extrapolou a data. Lembrando que o povo brasileiro precisa comprar comida, estão passando necessidades e nada dos pagamentos da prorrogação do auxílio emergencial. Muitos estão desempregados e precisam do auxílio emergencial . A fome não avisa, ela é natural. E o povo está com fome. Esse governo é terrível. Que Deus tenha misericórdia do povo brasileiro sofredor, que está passando por momentos extremamente catastróficos. Que agilizem ainda hoje os pagamentos da prorrogação do auxílio emergencial, isso é urgente. O povo brasileiro está querendo comprar comida.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?