Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (2 votes)

Copom: taxa Selic é elevada para 13,25% ao ano

Em sua 247ª reunião, o Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu, por unanimidade, elevar a taxa Selic para 13,25% ao ano. Saiba mais!

Em sua 247ª reunião, o Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu, por unanimidade, elevar a taxa Selic para 13,25% ao ano, de acordo com divulgação oficial do Banco Central do Brasil (BCB) realizada na data desta publicação, 15 de junho de 2022.

Copom: taxa Selic é elevada para 13,25% ao ano

De acordo com informações oficiais do Banco Central do Brasil (BCB), a atualização do cenário do Comitê de Política Monetária (Copom) pode ser descrita com as seguintes observações:

Revisões negativas sobre a inflação global

O ambiente externo seguiu se deteriorando, marcado por revisões negativas para o crescimento global prospectivo em um ambiente de fortes e persistentes pressões inflacionárias. 

Observações importantes sobre a economia atual

O aperto das condições financeiras motivado pela reprecificação da política monetária nos países avançados, assim como pelo aumento da aversão a risco, eleva a incerteza e gera volatilidade adicional, particularmente nos países emergentes, informa o Banco Central do Brasil (BCB).

Crescimento da atividade econômica 

Em relação à atividade econômica brasileira, o conjunto dos indicadores divulgados desde a última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) indica um crescimento acima do que era esperado pelo Comitê.

Conforme divulgado, a inflação ao consumidor seguiu surpreendendo negativamente, tanto em componentes mais voláteis como em itens associados à inflação subjacente, destaca a informação oficial do Banco Central do Brasil (BCB).

Intervalo compatível com a meta do Copom

A divulgação oficial ressalta que as diversas medidas de inflação subjacente apresentam-se acima do intervalo compatível com o cumprimento da meta para a inflação também foram observadas pelo Comitê de Política Monetária (Copom).

Expectativas de inflação atualizadas 

As expectativas de inflação para 2022, 2023 e 2024 apuradas pela pesquisa Focus encontram-se em torno de 8,5%, 4,7% e 3,25%, respectivamente; e no cenário de referência, a trajetória para a taxa de juros é extraída da pesquisa Focus e a taxa de câmbio parte de USD/BRL 4,90, evoluindo segundo a paridade do poder de compra (PPC), todos esses fatores foram observados pelo Comitê de Política Monetária (Copom), segundo informa o Banco Central do Brasil (BCB).

Previsão da trajetória de juros

Esse cenário supõe trajetória de juros que termina 2022 em 13,25% a.a., reduz-se para 10,0% em 2023 e 7,50% em 2024, destaca o Comitê de Política Monetária (Copom). 

Assim sendo, optou-se por manter a premissa de que o preço do petróleo seguisse aproximadamente a curva futura pelos próximos seis meses, terminando o ano em US$110/barril, e passando a aumentar 2% ao ano a partir de janeiro de 2023, destaca a divulgação oficial do Banco Central do Brasil (BCB).

5/5 - (2 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.