Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (6 votes)

Conflito entre Rússia e Ucrânia: impacto negativo sobre a atividade econômica

O conflito entre a Rússia e Ucrânia impacta negativamente a atividade econômica para além dos preços de commodities. Saiba mais!

A elevação desde o último Relatório de Inflação (RI) dos preços de commodities – intensificada mais recentemente pela escalada do conflito entre Rússia e Ucrânia e suas possíveis repercussões – e dos preços de produtos importados, embora atenuada pela recente apreciação do real, pode ser considerada um novo choque de oferta do ponto de vista da economia doméstica, com impacto altista sobre a inflação e negativo sobre a atividade econômica, informa o Banco Central do Brasil (BCB).

Conflito entre Rússia e Ucrânia: impacto negativo sobre a atividade econômica

Por outro lado, os preços mais elevados de commodities podem aumentar a renda dos setores produtores desses bens, como a agropecuária e a indústria extrativa mineral, e incentivar a expansão de sua oferta, particularmente no médio prazo, informa o Banco Central do Brasil (BCB) em sua plataforma oficial.

Quanto aos riscos ao redor dessa projeção, desde o RI anterior, a possibilidade de restrições à atividade econômica em razão de limitações no fornecimento de energia elétrica diminuiu novamente com a melhora do cenário hídrico no Sudeste/Centro-Oeste. 

A estiagem atual no sul do Brasil

Por outro lado, a estiagem atual no sul do país, que já afetou a safra de verão de grãos, é um risco para a produção de outras culturas, em particular a segunda safra de milho, que até o momento tem prognósticos positivos, destaca o Banco Central do Brasil (BCB) em seu último Relatório Oficial (RI).

Apesar dos aparentes efeitos econômicos diretos mais limitados do pico de infecções associadas à variante Ômicron, os riscos associados à pandemia continuam sendo monitorados com atenção, mas agora em contexto de alta porcentagem de vacinados na população brasileira. 

A piora da crise sanitária

A piora da crise sanitária em outros países pode atrasar a normalização das cadeias globais de produção e logística e, portanto, a recuperação da produção industrial. Por fim, sobressai-se o risco associado ao aumento substancial das tensões geopolíticas internacionais após o início da guerra entre Rússia e Ucrânia. 

A reduzida corrente de comércio do Brasil com os países diretamente envolvidos no conflito sugere impacto limitado através deste canal. Entretanto, apesar desta corrente de comércio relativamente modesta, as importações brasileiras de adubos e fertilizantes, especialmente da Rússia, expressivas – em 2021, 23% das importações de adubos e fertilizantes vieram deste país. Assim, disrupções permanentes na oferta destes bens poderiam ter implicações negativas para o plantio agrícola ao longo dos próximos trimestres. 

Possibilidades negativas para a economia 

Conforme informa o Banco Central do Brasil (BCB), além dos impactos já observados nos preços de diversas commodities, há também a possibilidade de: novos aumentos dos preços desses bens em caso de escalada ou prolongamento no conflito; novo atraso na normalização das cadeias globais de produção e logística; alta da aversão ao risco nos mercados financeiros globais com impacto sobre condições financeiras internacionais e locais; e, consequentemente, desaceleração da economia mundial maior do que a atualmente esperada, informa o Banco Central do Brasil (BCB) em divulgação oficial.

5/5 - (6 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.