Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Concurso SEFAZ-MA 2016 – Comissão organizadora é formada! Até R$17mil!

Boa notícia. Em breve será divulgado o concurso público da Secretaria da Fazenda do Estado do Maranhão (Concurso SEFAZ-MA 2016) para o cargo de Auditor Fiscal. O certame já conta com comissão organizadora formada, e a expectativa é que o edital não demore muito a sair. As informações são da Assessoria de Recursos Humanos do órgão.

O concurso já está previsto na Lei Orçamentária Anual de 2016, de acordo com a Assessoria. A expectativa é que o edital contemple cerca de 50 vagas, com requisito de ensino superior completo em qualquer área. A instituição é responsável por formular, coordenar e executar as funções de administração tributária, financeira, patrimonial, contábil e de auditoria do estado. Suas áreas de competências são as seguintes: administração e fiscalização tributária; programação e administração financeira; administração dos serviços de contabilidade e de auditoria; arrecadação, pagamento e guarda de valores; julgamento de processos fiscais e financeiros; e administração e fiscalização dos bens públicos estaduais.

O Estado prevê que o quantitativo de servidores seja o seguinte:

  • 341 auditores fiscais;
  • 660 técnico.
topapostilas.com.br

Porém, há apenas 184 cargos de auditor e 582 de técnico ocupados. Com isso, a SEFAZ-MA conta hoje com 235 cargos vagos. O quantitativo de vagas a serem ofertadas no próximo edital, 50, ainda será pouco frente a real necessidade do órgão. Fica a expectativa de convocação durante o prazo de validade da seleção.

Salários Concurso SEFAZ-MA 2016

O salário do auditor fiscal da SEFAZ-MA 2016 será de R$ 8.800,00 podendo chegar ao valor máximo de R$ 14.062,07, de acordo com o Plano Geral de Cargos e Carreiras do Governo. Além disso, o auditor pode contar com participação na receita equivalente até 30% do vencimento, participação que depende do desempenho da arrecadação estadual.

Os nomeados são contratados sob regime estatutário, o que garante a estabilidade empregatícia.

Leia Também:

Comentários estão fechados.