Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Como pagar dívidas e sair do vermelho

Você quer saber como pagar dívidas e sair do vermelho, certo? Não preciso ter vergonha da situação, saiba que não é o único nesta situação. Estima-se que 75% das famílias brasileiras estejam devendo e um total de 26,1% está inadimplente. Os dados são do último levantamento da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic).

Pois bem, se livrar das dívidas não é tarefa fácil, mas nós preparamos dicas essências para te ajudar nesta caminhada que pode ser trabalhosa, mas te ajudará a ter uma vida financeira mais saudável.

Veja também – Auxílio emergencial: PF aponta fraudes de R$ 10 milhões

Dicas de como pagar dívidas

Gastos

Coloque em um tabela uma estimativa de todos os seus gastos fixos (que são aqueles que virão todo mês como água, luz, alimentação, parcelas no cartão de crédito e outras contas) e variáveis (como Uber, Ifood e outros deste tipo).

Feito isso, você saberá quanto você precisa pagar todo mês e terá o resultado se o seu salário é suficiente para todas as suas contas fixas e variáveis.

Cortando custos

Visualizar seus gastos é o primeiro passo para caminhar para o pagamento de dívidas, mas depois disso você deve buscar cortar gastos. Por exemplo, você gasta R$ 200 com Ifood, em média, você não precisa reduzir o gasto a zero, mas pode colocar um limite de R$ 50 por mês e assim com Uber e outros gastos variáveis.

Dica bônus: Importante que você também tenha noção do seu salário e caso, mesmo com os cortes, se torne insuficiente pagar suas contas, uma opção é buscar uma renda extra. 

Dívidas

Sim, um dos principais passos de como pagar as dívidas é saber o quanto está devendo. Você deve procurar os canais oficiais de cada empresa para baixar boletos ou então ver as opções disponíveis de negociação.

Dica bônus: se possível ligue para a empresa e negocie os valores. 

Buscando recursos

Agora que você já sabe quais os seus gastos fixos, colocou limite nos variáveis e tem anotado todas as negociações e valores disponíveis para você é preciso fazer um balanço de como pagar a dívida.

Compensa, por exemplo, pegar um empréstimo com juros menor e quitar dívidas com valores maiores. Caso organização não seja seu forte, pegar um empréstimo e quitar todas as dívidas pode ser uma boa para ter que pagar apenas um único boleto mensal.

Dica bônus: O ideal é você buscar os valores mais baixos e que pague menos juros, mas dentro da sua realidade. Não adianta fazer uma parcela de R$ 500, se você só consegue arcar com R$ 250 mensais, por exemplo.

 

 

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.