Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Como demitir alguém que você gosta?

Conseguir demitir alguém que você gosta parece algo impossível? A gente entende você!

Afinal, conseguir tomar essa atitude não é nada fácil. Sentimos um certo desconforto por ter de desligar alguém importante para nós.

Porém, não podemos aceitar um trabalho ruim apenas por conta disso, concorda? Mas sim, devemos sempre buscar aprimorar nosso trabalho, mesmo que isso custe o desligamento de pessoas que não têm o perfil ideal.

Mas, como isso pode ser feito? Como agir diante dessa situação? Acompanhe este conteúdo para saber mais sobre isso!

Como demitir alguém que você gosta?

Tanto na hora de demitir alguém que você gosta, quanto na hora de demitir uma pessoa que você tem pouca afinidade, devemos sempre partir do pressuposto da empatia.

Ou seja, nada de ficar confrontando ou apenas apontando defeitos, ok? Seja humano e saiba comunicar a decisão com tranquilidade e equilíbrio.

Para isso, veja algumas dicas que podem ser bem úteis para esse momento delicado:

1- Analise os resultados obtidos depois dos seus feedbacks

Se você é um bom gestor, com certeza ofereceu diversas chances para o colaborador, por meio de feedbacks. Sendo assim, é importante que você analise o quanto esses feedbacks foram levados em conta.

Para isso, analise os resultados que foram obtidos depois que você conversou com o colaborador.

Por exemplo, se você solicitou uma maior organização com relação aos prazos, mas ainda assim o colaborador atrasou diversas vezes na entrega de relatórios, anote esses resultados.

Claro que você não vai usar uma lista de “defeitos” na hora de demitir alguém que você gosta, mas sim, poderá mencionar alguns desses pontos para justificar a sua decisão.

2- Use os dados dos resultados no momento da conversa

Como mencionado acima, você poderá usar os dados obtidos na sua análise para justificar a situação.

Seguindo o nosso exemplo, você poderia dizer que os prazos são muito importantes para a empresa, mas infelizmente isso não foi alinhado de uma forma equilibrada.

3- Prepare-se com antecedência e não fique “atacando” a pessoa

Prepare o discurso que você irá fazer. Ou seja, nada de deixar tudo acontecendo de maneira improvisada, pois isso aumenta o risco de você “se enrolar” no que for dizer.

Sendo assim, saiba quais pontos deverão ser abordados, tudo isso de maneira respeitosa e sem atacar a pessoa. Assim, na hora de demitir alguém que você gosta, foque nos pontos primordiais, como resultados, inconsistências e imparcialidade.

4- Mostre que a decisão é da empresa, e não puramente sua e pessoal

Demonstre que a decisão é corporativa, e não pessoal. Isso irá diminuir a tensão que pode surgir na hora de demitir alguém que você gosta. 

Claro que você não precisa dizer que a empresa é que tem culpa, mas sim, deixar claro que não se trata de algo pessoal.

Dessa maneira a demissão acontecerá de um modo menos difícil e você não se sentirá culpado. Afinal, na prática, é possível que você realmente não tenha culpa de o caminho ter seguido dessa forma, concorda? 😉

Avalie o Texto.

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.