Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Comissão debate atuação do MEC e futuro do Enem na próxima quarta (16)

Na próxima quarta-feira (16) a comissão externa da Câmara dos Deputados, que visa acompanhar os trabalhos do Ministério da Educação, encabeçará uma audiência pública para trazer à tona o futuro das avaliações da educação.

De acordo com informações oficiais, acontecerão dois painéis. Um será voltado para discutir a formulação e a aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) daqui para a frente. O outro, abordará outra avaliação importante: o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb).

Cobranças ao MEC e Inep

O pedido para realização do debate é do deputado Tiago Mitraud (Novo-MG). Ele cobra mais planejamento do Ministério da Educação e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) na realização dos exames neste ano.

No caso do Enem, em 2020, o deputado destaca que o exame foi marcado por uma alta taxa de abstenção, a maior desde 2009, chegando a 55,3% do total de candidatos confirmados no segundo dia do Enem Impresso e 71,3% na primeira edição do Enem Digital.

“O mesmo Exame apresentou resultados logísticos, de planejamento e de resultados aquém do esperado”, lamentou Mitraud. Ele também ressaltou relatos de aglomerações e superlotação de salas por todo o Brasil.

Já com relação ao Saeb, Mitrau afirma que o Inep garantiu a realização da avaliação em 2021, “mas ainda não possui cronograma definido para a aplicação e, nem tampouco, definiu a metodologia, considerando a pandemia da Covid-19”.

O debate ocorre às 14 horas, no plenário 8.

A audiência pública será por videoconferência com a presença de representantes do Representante do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Ministério da Educação, e dos professores. Confira a programação completa.

E então, o que achou desta notícia? Envie para quem precisa saber disso.

Não deixe de ler também – MEC nomeia deputado e pastor para conselho do Inep 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.