Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Comissão de Educação aprova medidas de combate à evasão escolar

Nesta quinta-feira, dia 25 de novembro, a Comissão de Educação aprovou o Projeto de Lei (PL) 871/2019, que apresenta medidas de combate à evasão escolar e o abandono. Atualmente, a evasão escolar e o abandono são um dos principais problemas enfrentados pelas escolas brasileiras.

O PL propõe uma alteração no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA — Lei 8.069, de 1990). O projeto apresentado pelo senador Marcos do Val (Podemos-ES) recebeu voto favorável do relator, senador Rodrigo Cunha (PSDB-AL). Desse modo, caso não haja recurso para votação em Plenário, a matéria deverá seguir para uma análise na Câmara dos Deputados.

Uma das medidas apresentadas no texto é o recenseamento anual de crianças e adolescentes em idade escolar. De acordo com a proposta, é de responsabilidade do poder público realizar a chamada pública dos estudantes e de garantir sua permanência na escola.

Além disso, o PL apresentou ainda algumas outras ações para enviar a evasão e o abandono escolar, como a busca ativa, por exemplo, que consiste na realização de visitas às casas dos estudantes.

O senador Marcos do Val explicou a proposta mencionando que ainda já crianças sem acesso à escola:

“Ainda que o fluxo escolar esteja melhorando no Brasil, a existência de crianças sem acesso à escola e de altas taxas de evasão é um componente explosivo, pois põe a sociedade diante de um grande contingente de crianças e jovens para os quais as perspectivas de futuro ficam fechadas”, disse.

A evasão afeta especialmente os mais pobres

O relator Rodrigo Cunha destacou ainda que o problema afeta principalmente a população mais pobre. “A proposição se mostra meritória e oportuna. Trata em uma perspectiva sistêmica e duradoura da preocupação de que o Estado brasileiro atue, de maneira consistente, com vistas a assegurar o processo de escolarização de todas as crianças e todos os adolescentes, de modo a não permitir que nenhum deles seja relegado ao abandono”, afirmou.

Com informações da Agência Senado.

E aí? Gostou do texto? Então deixe aqui o seu comentário!

Leia também Revalida 2021: Inep recebe inscrições para a 2ª etapa do exame.

Avalie o Texto.

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.