Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Cerca de 3 milhões estão em filas de espera para programas sociais no Brasil

De acordo com dados de órgão do próprio Governo, cerca de 3 milhões de pessoas estão em filas de programas sociais neste momento

Algo em torno de 3 milhões de brasileiros estão neste momento em filas de espera para programas sociais e previdenciários da União. Pelo menos é isso o que mostram os dados do próprio Governo Federal. É portanto uma das maiores crises da história para essas pessoas que estão passando por dificuldades.

Para chegar neste número de quase três milhões, é preciso ver os dados do Ministério da Cidadania. De acordo com a pasta, só em relação ao Bolsa Família, algo em torno de 1,2 milhão de brasileiros estão na fila da espera do programa. Isso quer dizer portanto que esses cidadãos estão apenas esperando o momento de entrar no projeto.

De acordo com o próprio Ministério, essas pessoas já passaram pela aprovação do programa. Com isso, dá para afirmar que eles provaram que estão precisando desse dinheiro. No entanto, por algum motivo, eles ainda não conseguiram entrar no benefício de fato. Pelo menos é o que se sabe.

Segundo o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), algo em torno de 1,8 milhão de pessoas estão na fila da autarquia. São indivíduos que estão esperando por respostas para saber se irão ou não receberem os seus benefícios previdenciários. Muitos, aliás, afirmam nas redes sociais que perderam a paciência.

Ao contrário da fila do Bolsa Família, essa do INSS não tem garantia de nada. As pessoas ainda precisam passar por uma avaliação para saber se podem ou não entrar no projeto. De qualquer forma, só a espera por um resultado já acaba deixando muita gente em um alto nível de stress.

Além deles

Vale lembrar que esse número de 3 milhões é apenas a soma das pessoas que estão nas filas do Bolsa Família e do INSS. Aqui não se conta outros possíveis indivíduos que estão oficialmente esperando por projetos sociais por aí.

Além disso, essa equação também não leva em conta as pessoas que não estão em fila nenhuma mas que precisam também desses benefícios. São cidadãos que de alguma forma ainda estão esperando uma resposta do Governo.

Esses brasileiros alegam que precisam do dinheiro para comprar itens básicos de sobrevivência. Vale lembrar que o custo de vida no país está aumentando. E mesmo os cidadãos que estão recebendo essas bolsas, reclamam que a quantia não está sendo suficiente

Filas no segundo semestre

O Governo Federal vem afirmando que espera resolver essa situação ainda neste semestre. No entanto, mesmo nas projeções mais otimistas, se considera que não dá para atender todas essas pessoas. Pelo menos não de uma vez.

O novo Bolsa Família, por exemplo, deverá atender algo em torno de 17 milhões de pessoas. Isso seria portanto bem menos do que o número de brasileiros que estariam precisando de algum benefício.

Sobre a fila do INSS, o instituto vem afirmando que está tentando diminuir o tamanho da mesma. Para isso, no entanto, a autarquia considera que é preciso resolver o problema da falta de servidores públicos para trabalho no local. Eles não descartam a realização de um novo concurso público.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.