Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Casa Verde e Amarela entregou obras em dezembro

O programa social possui o objetivo de auxiliar o acesso a juros menores de financiamento de imóveis.

Em dezembro de 2021, o Governo Federal divulgou que retomou obras do Programa Casa Verde e Amarela e entregou outras.

Nesse sentido, a medida conseguiu entregar um total de 1,2 milhão de unidades desde 2019 até o fim de 2021. Deste total, foram 345,6 mil moradias no ano passado, atingindo mais de um milhão de brasileiros.

?O Casa Verde e Amarela é um programa social que busca promover o direito à moradia de famílias urbanas. Em conjunto, a medida também tem o objetivo de incentivar o desenvolvimento econômico e a geração de trabalho, já que fomenta a área de construções civis.

Por fim, levando em conta que as famílias beneficiárias terão uma casa própria, o programa também melhora os padrões e qualidade de vida da população.

Leia mais:

Casa Verde e Amarela: Governo Federal anuncia avanços no programa

Quem pode participar do Casa Verde e Amarela?

O programa dá a possibilidade de financiar um imóvel de até R$ 264.000,00 dentro de 30 anos. Assim, os juros deste financiamento serão definidos de acordo com a renda de cada família, além do valor e da localização do imóvel.

Portanto:

  • Famílias que possuem uma renda bruta de até R$ 2.000 poderão adquirir o imóvel com taxa de juros nominal de até 4,75% ao ano. Desse modo, os subsídios, ou seja, o desconto que o programa proporciona, podem chegar até R$ 47.500.
  • Já famílias com renda de R$ 2.001 até R$ 4.000 terão taxa de juros nominal máxima de até 5,25% ao ano. Isto é, possibilidade de subsídios de até R$ 29.000.
  • Por fim, as famílias com renda bruta de R$ 4.001 a R$ 7.000 contam com taxa de juros de 7,66% ao ano.

Famílias que contam com rendas maiores que estas não terão acesso ao benefício. Ademais, para considerar esta renda bruta, somam-se todos os ganhos dos membros.

Leia mais:

Casa Verde e Amarela: Aprovada medida que visa o aumento de preço dos imóveis

Programa Casa Verde e Amarela traz novas condições de juros e teto dos imóveis

Qual a diferença entre Casa Verde e Amarela e Minha Casa Minha Vida?

O Casa Verde e Amarela é um substitutivo do Minha Casa Minha Vida, programa parecido que existia antes, desde 2009. Isto é, da mesma maneira que o Auxílio Brasil substituiu o Bolsa Família, por exemplo.

Desse modo, em 08 de dezembro de 2020, o Senado Federal aprovou a alteração entre as medidas, contudo, esta já estava valendo desde agosto do mesmo ano. Portanto, a mudança já conta com pouco mais de um ano.

Com as alterações, a faixa mais baixa de juros deixou de existir, ou seja, a que atendia famílias com renda de até R$ 1.800. Neste caso, estas famílias não precisariam pagar qualquer juros em seu financiamento. No entanto, agora esse grupo se encaixa nos juros de até 4,75% ao ano.

Além das mudanças nas faixas de renda e de juros, o Casa Verde e Amarela prevê mais medidas para a política de habitação. Assim, o Governo Federal agora precisa atuar com melhorias da moradia e regularização fundiária.

Regularização fundiária, por sua vez, é um conjunto de ações jurídicas, urbanísticas, ambientais e sociais para regularizar ocupações clandestinas. Assim, o objetivo é tornar a propriedade formal pelos procedimentos de registro necessários.

Por fim, o programa também atenderá famílias da área rural com renda bruta de até R$ 84 mil por ano.

Quais obras foram retomadas?

De acordo com o Governo Federal, o Ministério do Desenvolvimento Regional assinou um termo de retomada de várias obras.

Entenda, abaixo, quais obras continuarão ou foram entregues recentemente:

  • São Luís, Maranhão

Em 22 de dezembro de 2021, o governo se comprometeu a retomar as obras do Residencial Mato Grosso I, II e III, em São Luís, Maranhão.

Desse modo, os três módulos representam 3 mil moradias, de forma a atender cerca de 12 mil pessoas. Portanto, as obras contarão com R$ 90 milhões do Governo Federal.

  • João Pessoa, Paraíba

Indo adiante, em João Pessoa, Paraíba, houve a entrega de 192 moradias também em dezembro. Assim, o Residencial Vista Alegre 5 poderá chegar a cerca de 750 pessoas.

  • São Paulo, São Paulo

Na capital do estado de São Paulo, também, houve a entrega de 300 moradias no Conjunto Habitacional Guido Caloi, do bairro Jardim São Luís.

  • Distrito Federal

Por fim, também no fim de 2021, houve a entrega de 272 moradias em São Sebastião, no Distrito Federal. Dessa maneira, serão cerca de 1,1 mil pessoas que irão morar no Residencial Crixá VI.

O obra, então, contou com R$ 26,8 milhões de investimentos do Governo Federal, a partir de recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR).

No entanto, este residencial ainda possui mais um etapa a cumprir de um total de 7. Portanto, de um total de 1.904 unidades residenciais, 1.603 moradias já foram entregues.

Casa Verde e Amarela conta com Regularização Fundiária

Por fim, também em dezembro de 2021, o Governo Federal publicou o seu primeiro edital de Regularização Fundiária e Melhoria Habitacional. Isto é, medida que faz parte do Casa Verde e Amarela com o objetivo de tornar oficial a propriedade de várias famílias

Portanto, com a Regularização Fundiária, ou seja, com as questões de propriedade regulares será possível ter:

  • Segurança jurídica, ou seja, respaldo da própria lei.
  • Redução de conflitos fundiários, quando duas ou mais pessoas disputam por aquela propriedade.
  • Aumento do acesso ao crédito, já que terá a propriedade de um imóvel.
  • Estímulo à formalização de empresas, caso a atividade funcione naquele local.
  • Aumento do patrimônio imobiliário do país.

Já em relação à Melhoria Habitacional, o edital poderá realizar:

  • Reformas
  • Ampliação do imóvel
  • Resolver problemas como danos no imóvel como, por exemplo, falta de banheiro, cobertura ou piso, instalações elétricas ou hidráulicas inadequadas.

Assim, estima-se que 44 mil famílias serão atendida até 2023.

Milhões de moradias precisam de regularização

De acordo com o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, são “cerca de 25 milhões de moradias inadequadas, que precisam da escritura ou de intervenção de melhoria habitacional”.

Além disso, a Fundação João Pinheiro (FJP) indica que 24,9 milhões de moradias estão inadequadas e 3,5 milhões precisam de regularização.

Para promover essas mudanças, então, o projeto do Casa Verde e Amarela contará com serviços e obras por financiamento para empresas. Isso significa, então, que estas empresas poderão enviar propostas de melhorias que necessitam, para que o Governo Federal auxilie em juros menores para o financiamento destes custos.

Nesse sentido, já são 2.306 entes públicos que começaram o cadastro no Programa de Regularização Fundiária e Melhoria Habitacional do Governo Federal. Destes, então, 1.288 concluíram a adesão, junto de 89 empresas.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.