Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Cartão Bolsa Alimentação será distribuído em 2021; veja quem vai receber

De acordo com o anúncio da Secretaria de Educação, o benefício vai variar de R$ 51 a R$ 103, conforme o número de refeições que o aluno faz na escola.

O Distrito Federal anunciou que fará a distribuição do Cartão Bolsa Alimentação para cerca de 82 mil estudantes da rede pública de educação. De acordo com o anúncio da Secretaria de Educação, o benefício vai variar de R$ 51 a R$ 103, conforme o número de refeições que o aluno faz na escola.

Neste sentindo, os estudantes que cumprirem suas atividades escolares em apenas um período na instituição, receberão o valor mínimo. Já aqueles que estudam em tempo integral, o benefício terá o valor máximo.

O programa tem um investimento de aproximadamente R$ 11,3 milhões, isso só em 2021.

Aulas presenciais

Com o início da pandemia do coronavírus, as atividades escolares presenciais foram paralisadas para evitar aglomerações e disseminação do vírus. Por esse motivo, milhões de estudantes ficaram cerca de um ano sem aulas regulares, inclusive, na rede pública.

Todavia, no dia 5 de agosto, cerca de 4 mil alunos da educação infantil e ensino fundamental retornaram as atividades presenciais na sala de aula. Porém, aqueles que ainda não conseguiram voltar ao ensino regular receberão o Cartão Bolsa Alimentação.

Diante disso, o objetivo do programa é garantir a essas crianças e adolescentes, muitas em situação de vulnerabilidade social e econômica, a nutrição correta diante o cenário atual através do ticket.

“Os auxílios são recursos eventuais e de transferência de renda, que servem para ajudar as pessoas a enfrentarem momentos de dificuldade econômica. É importante frisar que todo benefício segue critérios e quem recebe é acompanhado pela nossa equipe social”, explicou a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.

“Trabalhamos para que o indivíduo e sua família não fiquem dependentes desses benefícios, mas para que encontrem uma maneira de ter o seu próprio sustento, sua autonomia”, completou.

Veja também: Novo Bolsa Família: conheça mais detalhes da alteração do benefício do Governo Federal

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
4 Comentários
  1. Alcione Gomes Diz

    Eu tenho três filho que estuda e nem comendo direito na escola . FALA que tem só isso comida mesmo parece comida de galinha e merenda bolacha com suco. Eles devia se mancar e da o lanche e almoço bom pros alunos . Esse valor que eles dão não dão da nem pra compra o pão ainda mais a comida . Eles devia ver o que está acontecendo nas escola aonde ta indo os lanche e a comida dos alunos . Eu até agora não recebi nada de cartão.

  2. Taciana Diz

    Outro cartão já tem que o prefeito colocar 30 reais pra quê outro é só colocar mais o valor que era antes que era 60 reais,e esse cartão é alimentação

  3. Ana Rosa Diz

    R$ 51 a R$ 103 e o governo acha mesmo que com esses valores as crianças terão uma alimentação de qualidade?! Que absurdo!!

  4. Sandra Rodrigues Diz

    Eu preciso tenho um filho só mãe solteira

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.