Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

CadÚnico: os benefícios que você poderá conseguir neste ano

O Cadastro Único (CadÚnico) é um sistema responsável em recolher todos os dados e informações de famílias em situação de vulnerabilidade social no país. Através dele, surgem vários benefícios para atender essa população.

Portanto, quando o Governo Federal lança um programa social, deve ser feita uma buscar as famílias cadastradas no sistema e analisar informações, como o nível de escolaridade, situação de trabalho e renda, além da residência das famílias.

Esse procedimento fará com que os gerenciadores incluam essas famílias em programas de distribuição de renda, como o Bolsa Família.

Veja quais são os benefícios que podem ser garantidos com o CadÚnico:

  • Bolsa Família;
  • Tarifa Social de Energia Elétrica;
  • Programa Minha Casa Minha Vida;
  • Isenção de taxa em concursos públicos;
  • Água para todos;
  • Aposentadoria para pessoas de baixa renda;
  • Programa Brasil Alfabetizado;
  • Benefício de Prestação de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti);
  • Bolsa Estiagem;
  • Bolsa Verde (Programa de Apoio a Conservação Ambiental);
  • Carta Social;
  • Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais;
  • Carteira do Idoso;
  • Casa Verde e Amarela;
  • Crédito Instalação;
  • ENEM;
  • Programa Nacional de Crédito Fundiário;
  • Identidade Jovem (ID Jovem);
  • Isenção de Pagamento de Taxa de Inscrição em Concursos Públicos;
  • Programa Nacional de Reforma Agrária Rural;
  • Serviços Assistenciais, Programas Cisternas;
  • Tarifa Social de Energia Elétrica e;
  • Telefone Popular.

De acordo com o Governo Federal, cerca de 127 milhões de pessoas estão inscritas no CadÚnico.

Sobre o auxílio emergencial de 2020, os pagamentos eram no valor de R$ 600 para trabalhadores informais e pessoas de baixa renda inscritas no CadÚnico. As mulheres chefes de família recebiam cotas duplas, chegando a R$ 1.200.

No mesmo ano, a partir do mês de setembro, o governo prorrogou o pagamento do benefício até dezembro e com um valor reduzido, passando para R$ 300 cada parcela e R$ 600 para mães chefes de família.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.