Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Bolsonaro espera reduzir tabela do Imposto de Renda

Em entrevista concedida ao canal de televisão SBT, o Presidente Jair Bolsonaro afirmou que pretende diminuir a tabela do Imposto de Renda, onde atualmente a alíquota máxima é de 27,5% para 25%.

“Queremos diminuir a tabela do Imposto de Renda, de 27,5% para 25%, dar uma mexida lá, e realmente é por aí que a gente pretende partir essa Reforma Tributária. É simplificação de impostos também”, afirmou o Presidente da República.

A segunda parte do texto que prevê a Reforma Tributária já foi entregue ao Congresso, prevendo aumento na faixa de isenção do Imposto de Renda e tributação de dividendos. Se a proposta for aprovada pela Câmara de Deputados e Senado Federal, a alíquota mínima de Imposto de Renda passará de R$ 1.900,00 para R$ 2.500,00.

Entenda do que se trata a Reforma Tributária

Outra parte chave da proposta da Reforma Tributária é que o Governo pretende taxar os lucros e dividendos que são distribuídos pelas empresas aos seus acionistas. Os principais países do mundo já realizam essa taxação, que ainda não acontece no Brasil.

Sendo assim, a quantidade de pessoas isentas do Imposto de Renda passaria de 10,7 milhões para 16,3 milhões, segundo o Ministério da Economia. O Governo também está avaliando oferecer descontos na parcela paga do Imposto de Renda, que será sempre maior para quem realizar pagamentos à vista.

Imposto de Renda não é o único problema para os brasileiros

Quem dera os brasileiros pagassem a quantia necessária no Imposto de Renda e então ficassem livres de grandes tributos pelo resto do ano, porém isso não acontece. De acordo com o Impostômetro, desde o começo do ano os brasileiros já pagaram cerca de R$ 1,5 trilhão em impostos e para isso, são precisos em média 151 dias de trabalho, o que já equivale a quase 6 meses.

O Brasil também está longe de ser um dos países que mais oferece serviços de qualidade para a população e que gera retorno à sociedade depois de reinvestir os tributos. Ainda que esteja à frente de vários países da América e até da Europa, ainda fica bem atrás de Dinamarca, Estados Unidos, Suíça e outros países desenvolvidos, figurando na trigésima posição apenas.

Quais os maiores objetivos do Governo com a Reforma Tributária?

Um dos objetivos da Reforma Tributária (além do Imposto de Renda) que está seguindo para votação é simplificar o processo de arrecadação. O Brasil é um dos países com o sistema tributário mais complexo do mundo e consequentemente isso impacta diretamente na produção das empresas.

O Governo diz espera introduzir taxações mais simples, pois assim acredita que haverá um incentivo para o consumo e para investimentos, também pensando em atrair um número de investidores maior, principalmente do exterior.

Pensando do ponto de vista empresarial, a intenção seria de trazer uma maneira de facilitar as obrigações tributárias. E para o trabalhador geral, a mudança na faixa de isenção do Imposto de Renda poderia ajudar a aliviar para quem antes ganhando um pouco mais de R$ 1.900,00 já era obrigado a contribuir com o fisco, caso essa redução fosse realmente vista na prática.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.